- PUBLICIDADE -

Piriquito expõe situação da saúde pública de BC na Assembleia Legislativa

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

O prefeito de Balneário Camboriú, Edson Renato Dias, Piriquito, expôs a delicada situação da saúde pública do município durante reunião ordinária da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, nesta quarta-feira (14), em Florianópolis. O prefeito fez uso da palavra para cobrar do governo do Estado os compromissos assumidos junto à administração municipal para o auxílio financeiro destinado ao custeio dos hospitais Municipal Ruth Cardoso e Santa Inês.

Edson Piriquito lembrou que o governador Raimundo Colombo conhece a situação dos hospitais da cidade e que se comprometeu a ajudar quando ainda era candidato ao cargo e também depois de eleito. “O governador sabe das dificuldades, ele já foi prefeito. Não quero acreditar que ele tenha declarado que não ajudará os hospitais”, afirmou o prefeito, frisando que a saúde pública é prioridade para a administração de Balneário Camboriú.

Em 2011, o município investiu 25% de sua arrecadação em saúde, percentual que vai subir para 27% neste ano. “A obrigação legal, determinada pela constituição, é de que o município aplique o mínimo de 15% em saúde, mas estamos investindo quase o dobro”, acrescentou o chefe do Poder Executivo.

Durante sua explanação, o prefeito afirmou que o município precisa de um aporte de R$ 2 milhões mensais para manter a atual estrutura do Hospital Municipal e Maternidade Ruth Cardoso em funcionamento, verba que também evitaria o possível fechamento do Hospital Santa Inês. “Somente no atendimento hospitalar, aplicamos R$ 1,716 milhão por mês, um mês sim outro também no Ruth Cardoso. Eu vim aqui (na Assembleia) pedir socorro”, finalizou Edson Piriquito.

Durante a reunião, o deputado Volnei Morastoni, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia, apresentou um extenso relatório sobre as atividades da comissão em 2011, assinalando que há um ponto comum que gera grande preocupação em todo o Estado: a falta de recursos para o custeio do atendimento hospitalar em Santa Catarina. Também participaram os deputados Mauro de Nadal, Carlos Chiodini, Jailson Lima da Silva e Ciro Roza.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.