- PUBLICIDADE -

Polícia Civil prende último autor de latrocínio contra comerciante

Dos três envolvidos, um foi preso em Brusque, outro em Itapema e menor morreu em confronto com a PM

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, concluiu nessa segunda-feira, 17.jun.2019, o Inquérito Policial que apurava o crime de latrocínio (roubo seguido de morte) perpetrado em face do Sr. Mauro Jorge Zan, no dia 04 de janeiro.

Após um árduo trabalho investigativo se descobriu que a ação delitiva contou com a participação de 3 indivíduos, dentre os quais um menor de idade. São eles: Ademir da Rosa, vulgo “Pixa”, Matheus Changay Campos, vulgo “Xuxa” e o adolescente A.S.N.

De acordo como a investigação o trio criminoso foi até o estabelecimento comercial “Tenda do Nene”, localizado às margens da BR 101, com o intuito de realizar um roubo, porém o proprietário do local tentou reagir e foi alvejado por disparos de arma de fogo efetuados pelo adolescente. Após o crime o trio saiu em fuga para a cidade de Barra Velha e lá cometeu um novo roubo, dessa vez em uma Agropecuária.

De início, com base nas imagens captadas por câmeras de segurança e levantamentos de informações, foi possível identificar o adolescente A.S.N. como um dos autores do crime. Representou-se pela internação provisória do mesmo, porém, antes do cumprimento da medida, o adolescente morreu em confronto com a PM.

Dando continuidade aos trabalhos, com o auxílio de agentes do DEAP foram identificados os outros dois autores do crime, ensejando na representação pelas prisões dos mesmos. “Pixa” acabou sendo preso em flagrante durante um crime de roubo no município de Brusque no final do mês de maio e ”Xuxa” foi preso por agentes desta Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, com apoio de policiais militares, no dia 07 de junho, no município de Itapema.

“Pixa” e “Xuxa” foram indiciados pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores, cujas penas somadas chegam a 34 anos de prisão. Os autos do Inquérito Policial foram encaminhados ao Poder Judiciária e Ministério Público para análise e propositura da devida ação penal.


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.