Arquivo Pessoal

Uma guarnição do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) da Polícia Militar de Camboriú recebeu informações que estaria ocorrendo tráfico de drogas, em uma casa na Rua Monte Castelo, no Bairro Monte Alegre, na noite desta sexta-feira, 01.fev.2019.

Em rondas, os policiais militares viram dois homens na varanda da casa. Ao ser realizada a tentativa de abordagem, em verbalização, um dos homens se evadiu, não sendo possível acompanhá-lo. O outro, identificado como Aroldo da Silva Neto, de 17 anos, entrou na casa com uma arma, segundo a PM.

Os policiais acompanharam Aroldo e, ao perceberem que estava armado, deram ordem para se render, porém o suspeito virou para a guarnição e teria mirado em direção aos policiais, na eminência de realizar disparos.

Neste momento, um dos policiais realizou dois disparos, que atingiram o tórax do jovem. Outras guarnições foram acionadas para prestar apoio, além de também ser solicitada a presença do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), sendo constatado o óbito pelos socorristas.

O Instituto Médico Legal (IML), o Instituto Geral de Perícias (IGP) e a Polícia Civil estiveram presentes no local, realizando todos os procedimentos cabíveis.

A arma que o morto estava portando.

Dentro da casa ainda, foram encontradas cinco pedras de crack, uma bucha de maconha e R$ 205,00 em espécie.

Extensa ficha criminal

Aralo da Silva Neto, 17 anos, possuía extensa ficha criminal, com 52 passagens por tráfico de drogas, furto, roubo, homicídio, sendo também reconhecido através de câmeras de monitoramento como um dos autores do latrocínio ocorrido no último dia 04 de janeiro, em uma conveniência às margens da BR 101, onde o proprietário do local foi morto por três homens após um roubo. Em outra ocorrência em que foi preso por tráfico de drogas, Arnaldo ameaçou os policiais militares.


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)