Agentes epidemiológicos farão busca noturna para capturar escorpiões em Camboriú

Demanda surgiu após morador encontrar escorpião venenoso no sofá de casa e acionar a equipe do Programa de Combate à Dengue, que identificou outros 14 animais na vizinhança

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

A equipe de servidores do Programa de Combate à Dengue de Camboriú contará em breve com outra habilidade: a captura de escorpiões. A capacitação será oferecida pela bióloga da Agência de Desenvolvimento Regional de Itajaí, Francine Lambrecht, ainda nesta semana. A demanda surgiu depois que um morador da Rua Rio Jacaré, no bairro Rio Pequeno, encontrou em seu sofá um escorpião da espécie Tityus serrulatus, extremamente venenosa. Durante a capacitação, os servidores acompanhados da bióloga farão busca e captura no entorno da residência onde o escorpião foi encontrado inicialmente – outros 14 foram encontrados depois da primeira captura na vizinhança, que conta com grande número de pátios de obra.

Segundo o coordenador do Programa de Combate à Dengue, Maurício Costa, esse tipo de escorpião é nativo das regiões Sudeste e Centro Oeste do Brasil. Essa é a primeira vez em que foi identificado o escorpião Tityus serrulatus em Camboriú. “Existem muitos fatores que podem influenciar na presença do animal, mas o transporte de madeira é um dos principais. Eles se escondem facilmente em buracos no meio da carga, gostam de lugares escuros e têm hábitos noturnos”, explica.

O morador responsável pela notificação encontrou o escorpião na última quinta-feira, dia 27. Ele acionou um servidor do Programa de Combate à Dengue, que enviou para análise laboratorial. Após constatada a espécie venenosa, Maurício imediatamente solicitou a capacitação para captura de escorpiões junto à Regional de Itajaí. “Já adquirimos todos os Equipamentos de Segurança do Trabalho necessários para realizarmos esse serviço, ainda na quinta-feira. O laudo foi enviado para a Vigilância Epidemiológica do Estado, em Florianópolis, junto com o pedido da capacitação”, esclarece Maurício.

De acordo com o coordenador do Programa de Combate à Dengue, no máximo até a quarta-feira será realizada a primeira busca ativa para captura noturna de escorpiões em Camboriú, juntamente com a bióloga Francine Lambrecht. “A partir daí, já teremos a capacitação para que o Município ofereça esse trabalho por conta própria, sempre que necessário”, conclui.

O secretário de Saúde, Ronnye Peterson dos Santos, comenta o aperfeiçoamento dos serviços oferecidos pela Vigilância em Saúde em Camboriú: “Recebemos a demanda e, com muita agilidade, conseguimos nos adaptar à nova realidade. Foi a primeira notificação registrada na cidade dessa espécie de escorpião e a partir de agora já contaremos com a expertise necessária para atender todas novas notificações que surgirem”.

Como proceder
Maurício Costa reforça a importância de que a população evite depositar madeiras, telhas e outros materiais semelhantes próximo às suas residências. “Caso alguém encontre escorpião, pedimos que tenha muito cuidado e não tente capturar. Principalmente se estiver sem a luva adequada. O morador deve ligar imediatamente para a Vigilância Epidemiológica ou para um dos agentes de Combate à Dengue, que iremos até o local averiguar”, destaca.

A Vigilância Epidemiológica de Camboriú atende no telefone 3365 9412. A notificação também pode ser feita diretamente via celular do coordenador do Programa de Combate à Dengue Maurício Costa, no 99666-2383. Outra possibilidade de contato é o supervisor de campo do programa, Fábio Murilo, que atende por meio do número 99207-9100.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -