- PUBLICIDADE -

Vacinação contra HPV é ampliada para os meninos em Camboriú

A partir de agora os meninos de 11 a 14 anos de idade podem tomar a vacina de forma gratuita em qualquer unidade de saúde

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

vacina
Divulgação

O Ministério da Saúde ampliou a faixa etária para vacinação contra HPV (papilomavírus humano) nos meninos – agora podem ser vacinados os de 11 a 14 anos. A vacina para os meninos foi liberada este ano, é gratuita e está disponível em todas as unidades de saúde de Camboriú. Para as meninas, de 9 a 14 anos, a vacina está disponível desde 2014. A equipe de estratégia de saúde da família de Camboriú também está realizando visitas nas escolas para alertar os jovens dessa faixa etária sobre a importância da vacinação.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Fabíola Rigo da Cruz, conta que é preciso a colaboração da população, pais e responsáveis, para garantir a vacinação desses jovens. “Essa é uma vacina cara, importante e as crianças e jovens que podem tomar de graça devem aproveitar essa oportunidade”, ressalta.

Fabíola explica que a ampliação na faixa etária da vacinação para os meninos tem justamente como objetivo aumentar o número de imunizados e proteger as crianças antes do início da vida sexual, ou seja, antes do contato com o vírus. “A vacinação é a principal forma de prevenção do HPV; protege contra os cânceres de pênis nos meninos, câncer de colo de útero nas meninas, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV”, esclarece.

A vacina é quadrivalente – protege contra quatro subtipos do vírus HPV 6, 11, 16 e 18, e está disponível em todas as unidades de saúde de Camboriú. “Os subtipos 6 e 11 são os que causam 90% das verrugas nos genitais e ânus, já os do tipo 16 e 18 causam 70% dos casos de câncer de colo de útero e pênis”, informa a enfermeira. Com 98% de eficácia, o esquema vacinal deve ser seguido corretamente, feito em duas doses, com seis meses de intervalo entre elas.

Fabíola ainda lembra que para as pessoas que vivem com HIV ou estão fazendo algum tratamento de quimioterapia, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos) e é possível tomar a vacina de forma gratuita. “Para essas pessoas o esquema vacinal será de três doses, com intervalo de 0, 2 e 6 meses”, conclui.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.