Começa interligação do Emissário entre Avenida Atlântica e Rua 3700

Devido à complexidade da obra, o trabalho deverá seguir até o fim desta semana

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Iniciou nesta segunda-feira, 21.out.2019, a interligação do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto entre a Rua 3700 e Avenida Atlântica. Com isso, o trânsito na Atlântica é desviado pela ciclovia e o acesso à Rua 3700 está interrompido, com passagem apenas para moradores e comércio.

Devido à complexidade da obra, o trabalho deverá seguir até o fim desta semana. “Essa interligação é um pouco mais complexa, pois se trata da interface da tubulação de PEAD com ferro fundido, necessitando de maior conferência para garantir o perfeito encaixe das peças. Além disso, os diâmetros são maiores do que executado na Rua 2001, sendo duas tubulações uma de 1000 mm e outra 600mm, por isso, o trabalho levará alguns dias”, destaca o gerente de Obras da empresa responsável pelo Emissário, engenheiro Ricardo May.

A obra segue com mais duas frentes de trabalho, na própria Rua 3700 com a interligação do Emissário com a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). A obra está sendo executada por trechos e segue da Rua 3710 até Avenida Brasil, com o trânsito interditado. Da Avenida Atlântica até a Rua 3710 já foi concluída, com pavimentação provisória em lajotas.

E na Avenida Atlântica, em execução da Rua 2300 até 2000, com rebaixamento de lençol freático e escoramento de vala, para posterior assentamento da tubulação. O trânsito no local também sofre interferência, sendo desviado pela ciclovia em alguns momentos. O acesso a essas vias está interditado e o local sinalizado para orientar os motoristas.

“Sabemos do transtorno e os contratempos que toda obra causa, principalmente em vias principais e movimentadas como Atlântica e Rua 3700. Mas, pedimos a compreensão de todos, porque é uma obra muito importante para o saneamento da cidade e queremos concluir até o início da temporada”, menciona o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Sobre o Emissário

O Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto é uma das ações realizadas pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), do pacote de medidas que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia. Compreende 4.748m de extensão, sendo construído da Rua 2001 (Barra Norte), com duas interligações entre as elevatórias da Rua 2001 e da Avenida Alvin Bauer, e outra interligação até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul – embaixo da ponte do Rio Camboriú), levando toda a contribuição para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Nova Esperança.

A empresa executora da obra para implantação do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, é a SK Tecnologia Subaquática – EIRELI. O prazo de execução são 120 dias e o valor licitado da obra é R$ 1.525.673,04. A licitação dos materiais ocorreu separada, com custo de R$ 3.248.789,24. O valor total ficou em R$ 4.774.462,28.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -