Praias do Estaleiro, Estaleirinho e Taquaras estão na fase piloto do Programa Bandeira Azul

Bandeira Azul é um programa internacional de certificação ambiental para praias e marinas

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

As praias do Estaleiro, Estaleirinho e Taquaras, localizadas em Balneário Camboriú, estão inscritas na fase piloto do Bandeira Azul, que é um programa internacional de certificação ambiental para praias e marinas. Os três locais terão até final de 2018 para se adequarem e tornarem-se ecologicamente corretas para então ter a bandeira hasteada.

O Programa Bandeira Azul é uma iniciativa da Foundation for Environmental Education (FEE) – Fundação para Educação Ambiental que conta hoje com apoio de diversas instituições internacionais. No Brasil é operado pelo Instituto Ambientes em Rede, com sede em Florianópolis.

Segundo o secretário do Meio Ambiente, Luiz Henrique Gevaerd, no mundo existem mais de quatro mil praias com essa certificação, sendo que apenas quatro estão localizadas no Brasil. “Nossa cidade é um polo turístico reconhecido internacionalmente, mas a maioria das pessoas conhece Balneário Camboriú apenas pela praia Central. Temos que mostrar nossos outros atrativos e para isso precisamos manter e qualificar aquele patrimônio ambiental. Desde que a ideia foi apresentada tivemos o total apoio do prefeito Fabrício Oliveira para tocar esse projeto. Contamos também com a colaboração do Ministério Público Estadual, que através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) conseguimos realizar a inscrição dessas três praias e o município não teve que arcar com esses gastos”, comentou.

Para conseguir esse certificado as praias devem se enquadrar em 34 critérios, divididos em 4 grupos: Educação Ambiental, Saneamento/Qualidade das Águas, Segurança das Praias e Gestão Ambiental. O primeiro passo será montar um grupo de trabalho, responsável por alcançar esses critérios. “O grupo será formado pela comunidade, desde o ambulante até o dono da pousada, para saber o que eles almejam. Também vamos confeccionar placas para serem colocadas nas praias que estão se habilitando para o projeto. Após nos adequarmos a todos esses critérios, responderemos um questionário e depois eles vão analisar se cumprimos todos eles”, explicou.

As placas serão fixadas nas praias dentro de um mês, quando a coordenadora do Bandeira Azul no Brasil, com apoio da Secretaria do Meio Ambiente, fará uma visita a Balneário Camboriú para fazer uma explanação sobre o programa, a todos os interessados.

X Workshop do Bandeira Azul

Para obter mais instruções como proceder nessa implantação da fase piloto, o secretário do meio ambiente participou na semana passada, nos dias 25 a 26 de maio, do X Workshop Nacional Bandeira Azul Brasil, que ocorreu em Salvador, na Bahia. “Trocamos experiências com as outras praias que já estão neste programa e pegamos todas as instruções. Participamos também de uma visita técnica à Ilha dos Frades, no interior da Baía de Todos-os-Santos, onde a Fundação Baía Viva gere essa ilha e ajudou a praia de Nossa Senhora do Guadalupe conquistar a certificação da Bandeira Azul”, contou.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -