Balneário Camboriú tem o primeiro Ecoponto fixo de descarte de resíduos eletrônicos

A Faculdade Avantis foi grande apoiadora dessa ação, já que cedeu o espaço onde fica o contêiner do Ecoponto

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Representantes da Acibalc e da Avantis, no lançamento do Ecoponto (Roberta Watzko/divulgação)

A Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú lançou na tarde desta segunda-feira, 5, o primeiro Ecoponto de descarte de resíduos eletrônicos de Balneário Camboriú – que fica na Faculdade Avantis. A ação aconteceu exatamente no Dia do Meio Ambiente, e marca o início do programa AcibalcEco 2030 que quer incentivar Balneário Camboriú e Camboriú a darem o destino correto ao seu lixo até 2030.

De acordo com o Programa para Meio Ambiente da ONU, estima-se que somente neste ano serão descartados 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico em todo o mundo. Pensando nisso e considerando o fato de que as novidades tecnológicas não param de ser lançadas a todo momento, desde novos celulares como novas TVs, tablets, e outros, desde 2010 a Acibalc trabalha para melhorar esse cenário. Todos esses produtos trazem metais pesados, pilhas e baterias que são prejudiciais ao meio ambiente e não podem ser descartados em qualquer lugar. Até ano passado, a entidade realizava sempre no mês de junho uma campanha de descarte de resíduos eletrônicos. Porém, o projeto evoluiu e agora será fixo.

O coordenador do Núcleo de Desenvolvimento Sustentável da associação, Diego Carvalho, explica que o momento é de felicidade, já que a ideia de ter um Ecoponto fixo para descartar corretamente resíduos eletrônicos não é de hoje. “É algo inovador para a região, e atenderá não só a comunidade de Balneário Camboriú como também os moradores das cidades vizinhas. E essa é a nossa ideia, fazer com que as pessoas parem de descartar esses resíduos em qualquer lugar e tragam até o nosso Ecoponto. Todo esse material será encaminhado para empresas especializadas que irão reutilizar e retornar os produtos para a indústria”, explica.

O vice-presidente de Desenvolvimento Sustentável da entidade, Paulo Junek, completou a fala do coordenador, lembrando que esse é o começo de uma nova era na região, mais voltada para o lado ambiental. “Muitas pessoas nos procuravam ao longo do ano e já iam juntando seus materiais para descartar sempre em junho, mas agora não é mais preciso fazer isso. Com esse primeiro ponto fixo, elas podem descartar quando quiserem. Aceitamos desde produtos eletrônicos, como computadores, celulares e tablets, como também baterias, pilhas e lâmpadas”, diz. Paulo antecipa que a Acibalc já está trabalhando para, em breve, inaugurar outros Ecopontos, tanto em Balneário quanto em Camboriú.

A Faculdade Avantis foi grande apoiadora dessa ação, já que cedeu o espaço onde fica o contêiner do Ecoponto. O presidente da instituição, Mohamad Hussein Abou Wadi, salientou o quanto o momento é importante, comentando que é o futuro que está em jogo. “Precisamos formar uma geração com uma consciência mais voltada ao lado ambiental, que seja mais cuidadosa, e esse é um ótimo exemplo que estamos dando aos jovens. Além desse Ecoponto colaborar com o meio ambiente, o descarte correto otimiza os serviços e a indústria, potencializando a economia”, ressalta. A ação também conta com o apoio da Evolution Containers e do Secovi.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -