- PUBLICIDADE -

África se fortalece como forte destino de exportações catarinenses

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

Próximas paradas: Egito, Senegal, Tanzânia, África do Sul, Nigéria, Angola, Congo e Moçambique. Com o avanço do comércio entre Brasil e África nos últimos 10 anos (400% de crescimento segundo dados de um relatório do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), países africanos estão cada vez mais entre rotas exportadoras brasileiras. “A África é a nova fronteira do mundo em desenvolvimento”, declarou recentemente o diretor de desenvolvimento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Carlos Abijaodi.

Segundo dados da Fiesc, a balança comercial catarinense em 2012, apesar de queda de 1,4% em relação ao ano anterior, contou na exportação com participação representativa de itens da indústria, sobretudo com máquinas e aparelhos mecânicos e máquinas e aparelhos elétricos. A DC Logistics Brasil, com sede em Itajaí (SC) e escritórios em outras nove cidades brasileiras, fortalece a conexão com a África e atua em diversos países desse continente. Os itens são os mais variados. Para o Egito, por exemplo, são levados maquinário, equipamentos automotivos e odontológicos fabricados no Brasil. Para a África do Sul a carga é de compressores de ar e plantadora de milho e soja. Os motores elétricos “made in SC” chegam à Tunísia, Alexandria (Egito) e Mauritânia.

Os dados da CNI apontam que, entre 2010 e 2013, o crescimento das exportações brasileiras para 54 países africanos foi de 6%, contra 9,16% da União Europeia, 11,85% do México, 13,41% da China e 22,28% da Índia. De acordo com o managing director da DC Logistics Brasil, Ivo Mafra, esse novo mercado exportador exige preparo do Brasil: “Teremos que pensar numa estratégia para competir com países africanos e demais países interessados nesse continente. Ganha quem conseguir planejar a longo prazo, afinal, o que se especula é que o crescimento no continente africano nos próximos seis anos será de aproximadamente 10%”, conclui o gestor.

 


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.