- PUBLICIDADE -

Esquema de segurança envolverá 320 agentes na visita do presidente a Camboriú

Bolsonaro participará da abertura oficial do congresso missionário dos Gideões nesta quinta-feira, 02

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
O ginásio de esportes Irineu Bornhausen
O ginásio de esportes Irineu Bornhausen.

A visita do presidente Jair Bolsonaro a Camboriú nesta quinta-feira, 02.maio.2019, para prestigiar o 37º congresso Gideões Missionários da Última Hora (GMUH) envolverá cerca de 320 agentes federais e estaduais em um forte esquema de segurança.

Essa será a primeira vez que terá detectores de metais para entrar no ginásio de esportes Irineu Bornhausen. Para facilitar o trabalho da segurança, o acesso ao local, que tem capacidade para receber até 15 mil pessoas, será limitado a 9 mil.

Todas as entradas e saídas do local serão monitoradas pelo sistema de videomonitoramento da Polícia Militar, que contará com 20 câmeras com sistema de reconhecimento facial. Cinco serão instaladas no perímetro externo e outras 15 no interior do ginásio.

O presidente embarca em Brasília na tarde de quinta e chega ao Aeroporto de Navegantes por volta das 17h30min. Do local, segue de helicóptero presidencial até o estádio de Camboriú, e vai em comboio até o ginásio onde ocorre o evento.

Entre os nomes que integram a comitiva presidencial estão o do ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o do ministro da Economia, Paulo Guedes, e o da deputada Joice Hasselmann (PSL), líder do governo no congresso.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -