- PUBLICIDADE -

Processo que pedia a paralisação das obras do edifício Yachthouse é suspenso

O Ministério Público Federal e a construtora Pasqualotto fecharam acordo

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Tenha seu cabelo recuperado com o cronograma capilar do Studio Novo Estilo

O Studio Novo Estilo oferece a seus clientes a oportunidade de realmente ter seu cabelo recuperado

Yachthouse 2
Crédito: JC Drones

Um acordo fechado entre o Ministério Público Federal (MPF) e a construtora Pasqualotto & GT suspendeu por 30 dias o processo judicial que pedia a paralisação das obras do edifício Yachthouse Residence Club.

O MPF havia ajuizado ação civil pública em razão do descumprimento da legislação ambiental e irregularidades na concessão de licenças e autorizações ambientais do empreendimento.

A Pasqualotto, por sua vez, não paralisou a obra, alegando que o empreendimento está fora da área de preservação.

As partes discutirão o assunto, que pode resultar em compensações ao meio ambiente.

O empreendimento

O Yachthouse Residence será o maior edifício residencial da América Latina, segundo o ranking internacional The Skyscraper Center, com duas torres de 81 pavimentos. Já foi concluído cerca de metade da obra, que deve ser finalizada em 2019.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Podcast CLT NÃO reestreia com Lucas Sorin neste sábado, 18

Diogo Barbosa conversa ao vivo com o atleta que foi diversas vezes campeão brasileiro e sul-americano na modalidade Sanda
- PUBLICIDADE -