- PUBLICIDADE -

Processo que pedia a paralisação das obras do edifício Yachthouse é suspenso

O Ministério Público Federal e a construtora Pasqualotto fecharam acordo

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

Yachthouse 2
Crédito: JC Drones

Um acordo fechado entre o Ministério Público Federal (MPF) e a construtora Pasqualotto & GT suspendeu por 30 dias o processo judicial que pedia a paralisação das obras do edifício Yachthouse Residence Club.

O MPF havia ajuizado ação civil pública em razão do descumprimento da legislação ambiental e irregularidades na concessão de licenças e autorizações ambientais do empreendimento.

A Pasqualotto, por sua vez, não paralisou a obra, alegando que o empreendimento está fora da área de preservação.

As partes discutirão o assunto, que pode resultar em compensações ao meio ambiente.

O empreendimento

O Yachthouse Residence será o maior edifício residencial da América Latina, segundo o ranking internacional The Skyscraper Center, com duas torres de 81 pavimentos. Já foi concluído cerca de metade da obra, que deve ser finalizada em 2019.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.