- PUBLICIDADE -

Piriquito quer teleférico como alternativa para o transporte público

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

Com o intuito de aprimorar o sistema de transporte público de Balneário Camboriú, além de criar mais um atrativo turístico, o prefeito Edson Renato Dias, Piriquito, recebeu em seu gabinete na última semana os empresários Vilmar Renato Machiavelli e Evódio João de Souza, responsáveis pelo Parque Unipraias, e representando o Legislativo, o vereador Arlindo Cruz. O objetivo da reunião foi discutir sobre alguns estudos e práticas no setor que podem ser implantados no município para oferecer melhorias que incentivem o uso do transporte público, como por exemplo a implantação de um teleférico na orla da Praia Central, integrado ao transporte coletivo.

“Trata-se de algo inovador, por isso, é preciso aprofundar-se no assunto com estudos e visitar outras cidades que tenham sistemas semelhantes ao que planejamos para a nossa cidade”, explicou o prefeito Edson Piriquito. Segundo o prefeito, o fato do projeto de alargamento da faixa de areia da Praia Central estar em andamento, com previsão de ser executado nos próximos anos, faz com que seja revisto a questão do transporte público, uma vez que este projeto serviria também como um atrativo turístico a mais para Balneário Camboriú.

“O que queremos é algo viável e acessível, que incentive as pessoas a optarem pelo transporte público”, ressaltou ele frisando que a intenção é que haja um bilhete único para que o teleférico seja integrado com o transporte coletivo. “Queremos proporcionar algo que possa ser utilizado tanto para lazer, já que nosso maior cartão postal é a Praia Central, mas algo que faça a diferença também no dia a dia de quem utiliza o transporte público para se locomover na cidade”, ressalta.

Alargamento da faixa de areia

O projeto foi dividido em três etapas. Na primeira a Prefeitura contratou em 2011 a empresa Costal Consultoria Ambiental para realizar o estudo de prospecção e cubagem de jazida submarina de sedimentos arenosos, a serem utilizados no projeto de alimentação artificial da praia. A jazida compatível para a realização da obra foi localizada a 13 quilômetros da costa. A segunda etapa consistiu nos estudos e levantamentos para a obtenção do EIA-RIMA Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto do Meio Ambiente (RIMA) e a terceira etapa será a execução da obra.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.