- PUBLICIDADE -

Arrancadão de Canoas Artesanais marca encerramento da Pesca da Tainha em Balneário Camboriú

O Arrancadão reuniu pescadores que representaram seis canoas de pesca de tainha do Estaleiro, Estaleirinho, Taquaras, Taquarinhas, Pinho e Laranjeiras

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

ARRANCADAO DE CANOAS FUNDA%C3%87%C3%83O CULTURAL 11 edited
Divulgação

Os pescadores artesanais de Balneário Camboriú participaram neste domingo (06) de uma gincana que marcou o encerramento da Pesca da Tainha 2017. O 1º Arrancadão de Canoas Artesanais reuniu 110 pescadores que representaram seis canoas de pesca de tainha do Estaleiro, Estaleirinho, Taquaras, Taquarinhas, Pinho e Laranjeiras. O evento reuniu um público de cerca de 300 pessoas durante todo o dia, que acompanhou as provas na Praia de Laranjeiras e a programação cultural e premiação no Barra Bar Hostel.

A atração principal foi o Arrancadão de Canoas, que deu nome à confraternização. A prova consiste em uma disputa entre duas canoas por vez, onde os pescadores à remo, tiveram que movimentar a canoa como se estivessem cercando a tainha. Os vencedores foram os camaradas da Praia do Pinho. Carlos Horácio, é morador da Barra, mas representou a equipe campeã da Praia do Pinho. “Foi uma festa bonita que valorizou a nossa cultura da pesca, fez as canoas se unirem, bem legal mesmo”, contou o pescador. Tarrafeada, cabo de guerra, versos por equipe, pescador mais velho, pescador mirim foram algumas das provas disputadas durante o dia.

A canoa “Campina” da praia do Estaleiro foi escolhida a mais bonita da competição. Orgulho para Manoel Nascimento Pedro, que utiliza a embarcação na pesca da tainha. “Pra mim foi uma iniciativa pras pessoas olharem para nós, pescadores artesanais, com um outro olhar, para que a gente passe essa tradição aos nossos filhos, netos e a pesca não venha a se acabar”, disse Manoel. “Eu pesco desde a idade de 18 anos, meu pai pescou na canoa e agora é vigia, e eu também sou olheiro. Então pra mim essa festa que valoriza a pesca é uma coisa muito maravilhosa. Foi um bom evento que fizeram pro nosso lugar”, disse o pescador da praia de Taquaras, Paulo Rocha, da canoa “Silva”.

Depois das provas, as equipes foram premiadas com troféu, medalha, camisetas, capa de chuva e ingressos para o Parque Unipraias e Barco Pirata. Também teve shows musicais e stand-up “As Aventuras de Darci”, com Moriel Adriano Costa. “Conseguimos alcançar nosso objetivo que era reunir os pescadores e seus familiares em uma confraternização. Com certeza ano que vem terá um Arrancadão de Canoas ainda melhor”, falou Joabe Linhares, que, em conjunto com Ronan Pinheiro e Laércio Demétrio, idealizou o evento.

O período da pesca da tainha teve início em 1º de maio e terminou em 30 de julho. O 1º Arrancadão de Canoas Artesanais foi realizado pelo Barra Bar Hostel e Colônia de Pescadores Z7, com apoio da Prefeitura de Balneário Camboriú, Fundação Cultural, Fundação Municipal de Esportes, Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico e empresas.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.