“Homofobia”, o assunto do dia

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

O assunto do dia hoje em Balneário Camboriú foi “homofobia”. Li durante o dia todo no facebook as mais diversas opiniões sobre o caso da 2me. Primeiramente, fico muito feliz de ver que, apesar da grande maioria julgar sem sensatez, ainda tem gente que questiona e não sai julgando levianamente a casa noturna.

Um fato: a agressão aconteceu. Pra mim, o segurança que agrediu não era nada mais que um cara arrogante, estúpido, violento e covarde. Ele exagerou no que fez, isso eu concordo! Acredito sim que pode ter havido ofensas, como ter chamado a vítima de “viadinho”, entre outras coisas.

Só que há relatos, não só de funcionários, mas como do público que estava presente na casa, de que o grupo do rapaz estava incomodando muita gente, de maneira eufórica e descontrolada. Por isso, acusar a 2me de homofobia, sendo que boa parte dos frequentados da casa são gays (eu inclusive brinco, chamando a 2me de boate gls disfarçada), é uma leviandade!

Foi o segurança que agrediu, e a casa leva a responsabilidade por isso, sim. Mas rotular a boate de homofóbica, e fazer com que o fato repercuta nacionalmente desta maneira, é tão covarde quanto a agressão. Todos os jornalistas e meios de comunicação que assim o noticiaram foram irresponsáveis!

Só lembrando: não concordo com a agressão, e penso que ela foi desnecessária e o segurança não agiu de maneira profissional. Mas também não concordo que rotulem a casa de homofóbica, por causa da atitude de um segurança covarde. Acusação é coisa grave! Tão grave quanto a agressão. As máculas ficam.

Lamentável que tanta gente julgue antes de colocar isso tudo em uma balança.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -