- PUBLICIDADE -

Coronavírus: vereadores de BC reduzem salários do mês de abril pela metade

Vereadores reduziram o salário de um único mês e não trataram uma linha sequer da verba de gabinete, que seguirá intocável

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú realizou sua segunda sessão virtual extraordinária na tarde desta quarta-feira (08).

O plenário aprovou por unanimidade o Projeto de Lei Ordinária 32/2020, de autoria de todos os parlamentares, que reduz em 50% o subsídio dos vereadores de Balneário Camboriú por 30 dias, período que pode ser prorrogado e vale retroativamente a partir de 1º de abril, mas não tratou uma linha sequer da verba de gabinete, que seguirá intocável.

A redução da verba de gabinete era alvo de reivindicações de alguns munícipes, que desconfiam de possíveis “rachadinhas”, expressão famosa dos funcionários que devolvem parte dos salários aos vereadores como troca da nomeação, — um pagamento pelo cargo — uma prática condenável.

O projeto estava na pauta em primeira discussão, mas o plenário acordou que ele tramitasse em regime de urgência, e assim pôde ser deliberado em votação única. O PL segue agora para sanção do prefeito.

O valor das reduções será repassado ao Fundo Municipal de Saúde, para ações de enfrentamento ao Covid-19.

Outros projetos

Os outros dois projetos que estavam na pauta tiveram a apreciação prejudicada por falta de pareceres. O Projeto de Lei Ordinária 29/2020, de autoria do vereador André Meirinho (PP) e subscrito por mais nove vereadores, proíbe o corte do fornecimento de água e esgoto em Balneário Camboriú por falta de pagamento, pelo período de 90 dias. E o Projeto de Lei Ordinária 30/2020, do vereador Omar Tomalih (Podemos), altera dispositivos da Lei 1836/1999, que dispõe sobre a admissão de pessoal em caráter temporário sob regime administrativo especial, no âmbito do magistério público municipal, determinando que “o professor admitido em caráter temporário não poderá ser dispensado no período de suspensão de aulas motivada por decretação de estado de calamidade pública ou estado de emergência”.

Retorno de Kurtz

O vereador Marcos Kurtz (Podemos) voltou a assumir sua vaga na Câmara Municipal após deixar a Secretaria de Articulação Governamental de Balneário Camboriú, e participou da sessão desta quarta.

Quarentena

O presidente do Legislativo, Omar Tomalih (Podemos), prorrogou até o dia 12 de abril o prazo de suspensão das atividades parlamentares e administrativas da Casa, bem como as demais medidas para o enfrentamento da situação de emergência em saúde pública constantes nas portarias 3017 e 3020/2020.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.