- PUBLICIDADE -

Vereador de Itajaí propõe a criação de programa de doação de alimentos a famílias carentes

Projeto de Lei do vereador Edson Lapa promove a adoção de famílias de baixa renda através de ações solidárias de pessoas físicas e empresas

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

doação de alimentos a famílias carentes
Divulgação

O primeiro Projeto de Lei da Câmara de Vereadores de Itajaí em 2018 foi apresentado pelo vereador Edson Lapa. A proposta cria o programa “Adote uma Família Carente”, através de ação de cidadania contra a fome e a miséria na cidade. A proposição será lida na primeira sessão ordinária da Casa, nesta quinta-feira (01), e encaminhada às Comissões.

Para o autor da proposta, promover a doação de cestas básicas e alimentos fará bem a quem dá, e promove dignidade a quem recebe, além de amenizar a situação de risco dessas famílias. “A fome vem todos os dias. Há pessoas que desejam ajudar e muitas que precisam de ajuda. O objetivo [do Projeto de Lei] é alcançar os necessitados e promover a solidariedade entre os cidadãos”, explicou.

Quem pode doar

Os doadores participantes serão reconhecidos como “padrinho mantenedor” e todas as doações realizadas através do programa serão espontâneas e podem ser feitas por pessoas físicas; pessoas jurídicas (empresas); e prestadoras de serviço.

Sistema de doação

As doações serão de uma (1) cesta básica mensal de alimentos, cujos itens que a compõem, serão determinados pela Secretaria Municipal de Assistência Social, que será também a responsável pela distribuição das cestas.

Incentivo fiscal

Há no Projeto de Lei um dispositivo sobre incentivo fiscal aos doadores. O Art. 4º diz que “a seu critério, o Chefe Executivo poderá enviar Projeto de Lei para Câmara Municipal concedendo incentivos fiscais, no que couber, aos doadores de cestas básicas de alimentos ao programa constante da presente Lei”.

Dados da fome

Conforme dados divulgados no final de 2017 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cerca de 13,4 milhões de pessoas vivem em condição de pobreza extrema no Brasil. De acordo com a pesquisa Síntese dos Indicadores Sociais, divulgada na mesma época, 6,5% da população vive com até US$ 1,90 por dia.

O vereador Edson Lapa alerta para a necessidade real de pessoas que não têm o que comer no Município. “Itajaí não é uma ilha, e infelizmente não erradicou a fome. Muitas são as pessoas que passam necessidades e precisam de alimentos doados, ações sociais do governo e da sociedade. Espero que o projeto seja aprovado e transformado em lei. Porque a fome sempre vem”, finalizou.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.