Click Camboriú Política CPI da Codetran ouve três novos depoentes

CPI da Codetran ouve três novos depoentes

Fabrício de Souza Costa, Jucélio João da Silva e Domingos Macário Raimundo Júnior foram ouvidos pela comissão

🕗 Publicado

em

- Publicidade -

NEWSLETTER

Receba diariamente nossas notícias por e-mail.

(Davi Spuldaro/CVI)
(Davi Spuldaro/CVI)

Foi realizada nesta segunda-feira (16) a 11ª Reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que apura fatos investigados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na Operação Parada Obrigatória II. Durante o encontro três novos depoentes foram ouvidos pela Comissão. São eles: Fabrício de Souza Costa, Jucélio João da Silva e Domingos Macário Raimundo Júnior.

Fabrício de Souza Costa foi o primeiro a depor. Ele afirmou ser amigo há 15 anos do empresário Júlio Cesar Fernandes, dono do Pátio de Veículos. Fabrício disse que auxiliou Júlio a encontrar uma transportadora para levar as 715 motos desviadas do pátio a São Paulo. Mas enfatizou que pensava se tratar do transporte de motos previamente leiloadas.

Fabrício também disse que foi procurado por Júlio após a operação deflagrada pelo Gaeco. O empresário teria oferecido R$ 30 mil para que Fabrício mudasse o depoimento à Justiça. Entretanto, segundo Fabrício, o acordo não foi firmado.

Após o depoimento, a Comissão aprovou um requerimento para que o Juízo Criminal fosse comunicado sobre o aliciamento de testemunhas por Júlio Cesar Fernandes. Além de Fabrício, o mecânico Mansueto Gastaldi Maraschi Júnior já havia declarado à CPI que foi procurado por Júlio e coagido a eximir o empresário de qualquer responsabilidade.

O segundo a depor foi o atual secretário da Fazenda de Itajaí, Jucélio João da Silva. O secretário respondeu principalmente perguntas sobre os trâmites de arrecadação do município. Jucélio afirmou que a Codetran é responsável por fiscalizar o pagamento dos contratos referentes àquela coordenadoria. No caso da falta de repasse dos 17% da arrecadação do Pátio, ele confirmou que o fiscal do contrato é a pessoa indicada para conferir os pagamentos ao Município.

Domingos Macário Raimundo Júnior, atual procurador-geral de Itajaí, foi o último a prestar depoimento. Ele revelou que duas sindicâncias foram abertas para apurar possíveis infrações referentes ao contrato com o Pátio de Veículos. Por questões de confidencialidade, ele não revelou os servidores relacionados ao processo de investigação.

Ainda durante a segunda-feira, os integrantes da Comissão aprovaram um requerimento endereçado ao prefeito, em que solicitam que seja realizada uma auditora minuciosa para levantar qual é o valor que o Pátio de Veículos deve ao Município.

A próxima reunião da CPI foi marcada para o dia 23 de novembro, às 15h, no Plenário da Câmara de Vereadores de Itajaí. Devem ser intimados a depor nesta data João Jorge Fernandes Júnior e Giovani Cândido, funcionário do Pátio de Veículos, que já prestou depoimento à Comissão anteriormente. Giovani retorna à CPI, para explicar se participou do suposto aliciamento de testemunhas.


COMENTE ABAIXO ⬇
- Publicidade -

ESPECIAL

Mais de 50 rótulos de cerveja ganham vitrine no Balneário Beer Week

O mundo cervejeiro vai invadir o Balneário Shopping a partir desta quinta-feira, 23

4º Balneário Beer Week traz cultura cervejeira ao Balneário Shopping

De 23 e 26 de maio, o 4º Balneário Beer Week trará uma programação especial envolvendo cervejarias da região, música e outras atrações ao Balneário Shopping

Balneário Shopping apresenta BS Hall para mercado de eventos

O BS Hall já é o endereço consagrado de eventos que levam a marca do Balneário Shopping
Publicidade