Click Camboriú Política Proprietário e funcionário do pátio de veículos prestam depoimento à CPI

Proprietário e funcionário do pátio de veículos prestam depoimento à CPI

O ex-coordenador de Transito de Itajaí não compareceu e não apresentou justificativa de ausência

🕗 Publicado

em

- Publicidade -

NEWSLETTER

Receba diariamente nossas notícias por e-mail.

(Davi Spuldaro / CVI)
(Davi Spuldaro / CVI)

Na tarde desta segunda-feira (19), aconteceu a 7ª sessão ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara de Vereadores de Itajaí, popularmente conhecida como CPI da Codetran. Dos três intimados a prestar depoimento, dois compareceram – Júlio Cesar Fernandes, dono do pátio de veículos e Jorge Luiz Zunino, ex-funcionário do pátio. William Gervasi, ex-coordenador de Transito de Itajaí, não compareceu e não apresentou justificativa de ausência.

Júlio Cesar Fernandes foi o primeiro a depor. O empresário confirmou a liberação de veículos sem a apresentação dos documentos necessários. Segundo ele, a prática era determinada por José Alvercino Ferreira, ex-coordenador de Trânsito do município e vereador licenciado.

O depoimento de Júlio Cesar durou quase duas horas. Além da liberação de veículos, o empresário também falou sobre o caso das 715 motos subtraídas do pátio. Segundo ele, a retirada foi imposta pela Autoridade de Trânsito da época, José Alvercino. Durante os questionamentos ele desmentiu a existência de uma meta de apreensões de veículos.

Já sobre a falta de repasse de 17% da movimentação financeira do pátio à Prefeitura, o empresário afirmou que teria feito um acordo com o Willian Gervasi e José Alvercino Ferreira. O suposto acordo isentaria o empresário do repasse por dois anos, desde que o mesmo investisse na criação de um segundo pátio, mais próximo ao Centro, que não estava previsto no contrato.

Jorge Luiz Zunino respondeu às perguntas dos parlamentares por cerca de 20 minutos. Ele disse que trabalhou como motorista de guincho de novembro de 2013 a setembro de 2015. O ex-funcionário do pátio afirmou que nunca teve contato com José Alvercino. Ele também negou a participação nas liberações de veículos.

A próxima sessão ordinária da CPI está agendada para 28 de outubro, quarta-feira. Para depor nesta data serão intimados Mansueto Gastaldi Maraschi Júnior, citado no inquérito da Operação Parada Obrigatória; a secretária Municipal de Segurança do Cidadão, Suzete Inês Bellini; e Wiliam Gervasi, ex-coordenador de Trânsito de Itajaí.

Também ficou programado para o dia 9 de novembro a acareação entre Júlio Cesar Fernandes e Nelson Abrão de Souza, ex-secretário de Administração de Itajaí. A acareação foi sugerida pela Comissão após a divergência de informações entre os dois depoimentos.

A CPI da Codetran tem como objetivo apurar fatos investigados pela Operação Parada Obrigatória, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).


COMENTE ABAIXO ⬇
- Publicidade -

ESPECIAL

Mais de 50 rótulos de cerveja ganham vitrine no Balneário Beer Week

O mundo cervejeiro vai invadir o Balneário Shopping a partir desta quinta-feira, 23

4º Balneário Beer Week traz cultura cervejeira ao Balneário Shopping

De 23 e 26 de maio, o 4º Balneário Beer Week trará uma programação especial envolvendo cervejarias da região, música e outras atrações ao Balneário Shopping

Balneário Shopping apresenta BS Hall para mercado de eventos

O BS Hall já é o endereço consagrado de eventos que levam a marca do Balneário Shopping
Publicidade