- PUBLICIDADE -

Homem agride esposa e é preso por lesão corporal no âmbito da Lei Maria da Penha, no Rio Pequeno

Quando a polícia chegou no local, síndica do residencial informou que as agressões estariam ocorrendo há aproximadamente duas horas

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Studio Volari vai presentear 100 pessoas com design de sobrancelhas, máscaras de led e de ouro e aula de pilates

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 2122-3230, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99635-7278

CAMBORIÚ – Na manhã de quinta-feira (04), por volta das 8h, um homem foi preso por agredir a companheira na Rua Rio Madeira, no Bairro Rio Pequeno.

Uma guarnição da PM foi empenhada para atender uma ocorrência de possível ameaça e agressão física no contexto da lei Maria da Penha. Ao chegar no local, os policiais foram recebidos pela síndica do residencial, que informou estar ouvindo barulhos do que seriam supostas agressões do esposo contra a própria mulher. Ainda relatou que o fato já estaria ocorrendo há aproximadamente duas horas.

No apartamento, foi encontrada uma mulher lesionada, sendo perceptível escoriações no lado esquerdo do rosto, além de sinais de esgotamento físico e emocional, pois estava chorando muito. Ao ser questionada sobre o ocorrido, foi convicta ao afirmar que havia apanhado do marido e que ele a agrediu com socos no rosto, braços, pernas e por todo o corpo.

Dentro do imóvel também foi possível localizar o agressor, que estava bastante agitado, e ao ver a guarnição, de imediato, confirmou o ocorrido, bem como a agressão física contra a esposa.

O homem recebeu voz de prisão e foi conduzido à Central de Plantão Policial para os demais procedimentos.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.