9.4 C
Balneario Camboriu

Esfaqueador de Bolsonaro já trabalhou na construção civil em Balneário Camboriú

Autor da tentativa de homicídio trabalhava como servente de pedreiro no litoral catarinense

Publicado em

- Publicidade -

Agressor criticava Bolsonaro e outros políticos em suas redes sociais.

Adélio Bispo de Oliveira, 40 anos, preso na tarde desta quinta-feira (6), após esfaquear o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) já atuou profissionalmente em Balneário Camboriú.

Atualmente desempregado, morando em Montes Claros (MG), o autor da tentativa de homicídio trabalhava como servente de pedreiro na “Dubai brasileira”.

Desde o ano passado, Adélio move uma ação trabalhista contra a construtora que o demitiu no ano de 2015.

Tentativa de homicídio

Bolsonaro participava de um ato de campanha em Juiz de Fora,  e estava nos ombros de apoiadores quando foi esfaqueado.

Em depoimento à polícia após ser preso em flagrante, Adélio disse que atentou contra a vida do candidato “a mando de Deus”.

Lesão  corporal

Antes de esfaquear Bolsonaro, Adélio já tinha sido acusado pelo crime de lesão corporal, em um boletim de ocorrência registrado em 2013, por atentar contra a integridade física de outras pessoas.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

DESTAQUES

Conheça os programas de Desenvolvimento de Líderes Tear e Coaching para Alta Performance

Treinamento de Coaching para Alta Performance: Pessoal, Profissional e Organizacional
- Publicidade -

BC DAY: Morador de Balneário Camboriú paga metade do bondinho dia 20 de julho

Promovida pelo Núcleo de Turismo da Acibalc, a ação é comemorativa aos 55 anos de Balneário Camboriú e oferece descontos a diversos atrativos turísticos

VEJA NA INTERNET