- PUBLICIDADE -

Casal que matou homem e guardou dedo como recordação é preso em Itajaí

A motivação do crime seria uma suposta dívida da vítima relativa a programas sexuais com a mulher

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

A Agência de Inteligência do 1º BPM recebeu informações acerca do homicídio de Cleber Alisson Elias Pedro, ocorrido em setembro de 2017. De posse dessas informações, uma equipe da Agência de Inteligência localizou os supostos autores (o homem W.M. de A. e a mulher A. dos S.) e, após entrevista, logrou êxito em que os mesmos confessassem a prática do delito.

De tudo foi realizado registro audiovisual em que A. dos S. relatou com requintes de crueldade a prática do homicídio, como o fato de ter decepado um dos dedos da vítima para guardar de recordação e o fato dela e seu marido terem permanecido por sete dias com o corpo no quarto antes de o enterrar na casa vizinha que era abandonada.

A arma do crime – uma faca – foi apreendida, sendo que o corpo não pode ser localizado porque, segundo a autora, após limpeza do terreno os ossos foram jogados no lixo. A motivação do crime seria uma suposta dívida da vítima relativa a programas sexuais com a mulher.

Os agentes foram encaminhados à CPP para formalização das declarações. A mulher inclusive comentou já ter praticado outros três homicídios em Itajaí.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.