Polícia Civil deflagra operação para reprimir fraudes na emissão de CNH em BC

Grupo criminoso envolvendo integrantes de CFCs, captou inúmeras pessoas do RS e do PR a fim de realizarem exames na região de BC

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio Público da Diretoria Estadual de Investigações Criminais – DCCPP/DEIC, em conjunto com a 29ª Delegacia Regional de Balneário Camboriú, com apoio das Polícias Civis do Rio Grande do Sul e Paraná, deflagrou nesta terça-feira (24) um operação policial nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Em SC as diligências ocorrem nas cidades de Tijucas, Itapema e Balneário Camboriú; No PR nas cidades de Pinhas, Araucária e Piraquara; No RS nas cidades de Taquara, Novo Hamburgo, Parobé, São Leopoldo, Rolante e Uruguaiana.

Ao todo 65 Policiais Civis Catarinenses foram mobilizados para cumprir nove prisões temporárias, 21 mandados de condução coercitiva e 32 mandados de busca e apreensão. As medidas cautelares foram expedidas pelo 1ª Vara Criminal de Balneário Camboriú e são frutos de investigação de aproximadamente um ano pela Polícia Civil Catarinense.

De acordo com as investigações, um grupo criminoso envolvendo integrantes de centros de formação de condutores da região de Balneário Camboriú, do período de 2012 à 2016, captou inúmeras pessoas residentes nos estados no Rio Grande do Sul e Paraná, a fim de realizarem exames nesta região.

Os condutores captados para realização dos exames de habilitação oriundos dos Estados do RS e PR, apresentaram declarações de residências ideologicamente falsas, formalizadas por pessoas ligadas diretamente aos CFC’s, a fim de realizarem os exames e, por sua vez, obterem a CNH. Há casos, inclusive, que foram constatadas a apresentação de faturas de empresas de telefonia falsificadas, exclusivamente com o fim de transferir o procedimento para Santa Catarina.

A Polícia Civil Catarinense não medirá esforços não medirá esforços e continuará exercendo sua atribuição constitucional de Polícia Judiciária, investigando e combatendo fraudes nos procedimentos de obtenção de Carteiras Nacionais de Habilitação.

A Operação é coordenada pela Polícia Civil Catarinense, por meio da DCCPP – DEIC (Divisão de Crimes Contra o Patrimônio Público da Diretoria Estadual de Investigações Criminais) e 29ª Delegacia Regional de Balneário Camboriú e conta com o apoio das Corregedorias da Policia Civil e DETRAN/SC, Gerência de Habilitação do DETRAN/SC e ainda, das Polícia Civis dos estados do Rio Grande do Sul e Paraná.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -