- PUBLICIDADE -

Em quatro horas, duas pessoas são assassinadas em Camboriú

Um homem de 30 anos foi esfaqueado e um jovem de 19 anos foi morto a tiros

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

O fim de semana foi violento em Camboriú. Duas pessoas foram assassinadas em um intervalo de quatro horas entre a noite de sexta-feira (1) e a madrugada de sábado (2). Um homem de 30 anos foi esfaqueado e um jovem de 19 anos foi morto a tiros. O dono de um bar também foi alvejado, e encaminhado ao hospital.

Esfaqueamento

Por volta das 21h50min de sexta-feira, a central de emergências da Polícia Militar (190) recebeu uma ligação informando sobre um esfaqueamento na rua Monte Pouso Alto, bairro Monte Alegre, em Camboriú.

As guarnições foram até o local e constataram que a vítima era Jackson Fernandes de Lima de 36 anos, natural do Paraná. Ele faleceu com três facadas, duas no tórax e uma no pescoço.

Os populares que ouviram a briga conseguiram conter o assassino. Os policiais militares chegaram ao local e realizaram a prisão de André Velaski, de 30 anos. André possui passagens pelos crimes de posse de drogas, lesão corporal leve e dolosa, ato obsceno, violência doméstica, dano e diversas por furto, todas ocorrências registradas em Chapecó.

A briga, segundo testemunhas, foi motivada por uma dívida.

Tiros

Cerca de quatro horas depois, por volta de 1h40min da madrugada de sábado (2), um jovem foi morto a tiros dentro de um bar na rua Flamboyant, no bairro Monte Alegre.

Os frequentadores do bar G-Lanches estavam em seu interior quando uma motocicleta passou pelo local com dois homens. O carona abriu fogo acertando o dono do bar na região das nádegas e Guilherme de Liz Lima, de 19 anos, foi atingido na região do pescoço e no rosto.

A vítima ainda conseguiu correr até a rua Azaleia onde caiu e faleceu. O dono do bar foi encaminhado ao hospital e não corre risco de morte. Guilherme possuía passagens por furto, dano, porte ilegal de arma e adulteração de chassi.

As reais motivações do crime devem ser investigadas.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.