Professora é assassinada a facadas pelo próprio filho em Balneário Camboriú

Apartamento foi encontrado todo revirado e ensanguentado

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Reprodução / Facebook
Reprodução / Facebook

A manhã desta quarta-feira (11) foi marcada por um crime bárbaro na Barra Sul, em Balneário Camboriú. A professora Márcia Ouriques, 45 anos, foi assassinada a facadas e o principal suspeito é seu filho, Bruno Ouriques Furtado, 18 anos.

arma do crimePor volta das 5h, vizinhos ouviram gritos, briga e pedido de socorro no apartamento onde os dois moravam, na rua 4500. Logo em seguida, tudo ficou em silêncio.

A Polícia Militar foi acionada, chegando ao local por volta das 5h40. A guarnição tentou contato, porém ninguém respondeu e não havia movimentação no interior do apartamento. Passado um tempo, os policiais sentiram um forte odor de sangue. Resolveram então arrombar a porta da residência.

O apartamento foi encontrado todo revirado e ensanguentado. O corpo da vítima estava caído no chão, com vários ferimentos, principalmente no pescoço.

Devido ao estado do corpo, e a grande quantidade de sangue não foi possível identificar a vítima. Porém, o enteado, que reside em outro apartamento, reconheceu a professora.

O rastro da violência pela residência não deixam dúvidas de que a vítima lutou para sobreviver. Mas o filho que, segundo informações, é viciado em drogas, não poupou a vida de sua própria mãe.

A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) foram acionados. O assassino ainda não foi localizado.

Márcia trabalhava na escola Anita Bernardes Ganancini, no Monte Alegre, em Camboriú.

Este é o terceiro homicídio registrado em 2015 em Balneário Camboriú.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -