- PUBLICIDADE -

Empresa de cannabis medicinal chega em Itajaí

A maconha não é o que você pensa e ela pode te ajudar, garante a Huniq Health

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser em agosto

10 sessões de depilação a laser em uma área pequena! Não vai perder esse presentão, né?

Em uma árdua jornada desde 2015, a importação de produtos à base de cannabis medicinal aumentou consideravelmente durante a pandemia de Covid-19 no Brasil. Segundo dados da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o número de autorizações de importação desses produtos passou de 8.522 em 2019, pulou para 19.150, em 2020, e chegou a 40.191 em 2021. Os números crescentes são devido ao aumento de casos de ansiedade, depressão e dor crônica neste período pandêmico, que tornou muito maior a procura por alternativas aos opióides, ansiolíticos e anti-depressivos como substâncias extraídas da cannabis, sendo o CBD uma delas.

Neste momento surgem empresas internacionais que passam a ter um olhar para o mercado brasileiro, ainda engatinhando na regulamentação e comercialização de produtos à base de cannabis. Foi assim que nasceu a Huniq Health, uma importadora brasileira que possui um amplo portfólio de produtos e chega ao Brasil com o objetivo de tornar o tratamento acessível e seguro.

A empresa lançou recentemente um clube de assinatura para pacientes que querem ter um acompanhamento profissional ao longo do tratamento. Os planos oferecem diversas possibilidades como atendimento domiciliar, descontos e condições especiais de pagamento, consulta médica e importação sem burocracia, tudo isso por um preço acessível para os pacientes.

Toda estrutura médica e científica da Huniq é apoiada por um comitê médico direcionado pelo Dr. José Wilson Nunes Vieira de Andrade (CRMSP 90219), prescritor e grande estudioso sobre o tema no Brasil.

Estudos científicos apresentam resultados positivos mostrando que diversas patologias podem ser beneficiadas pelo uso medicinal da planta como alzheimer, parkinson, epilepsia, endometriose e muitas outras como a esclerose múltipla que é o caso da atriz Cláudia Rodrigues, atendida pela Huniq Health.

O processo não burocrático e o suporte completo também fizeram com que a jornalista Márcia Piovesan buscasse a empresa para o tratamento da mãe que sofre de fibromialgia. A dona Helenice sofre com a doença há mais de 40 anos e sempre sentiu dores terríveis. A filha, publicou um relato dizendo que desde que a mãe começou usar o óleo obteve melhoras não apenas nas dores mas também em toda sua qualidade de vida como o sono, humor e bem-estar.

Marcio Xavier, CEO da empresa, diz que a Huniq tem a missão de difundir o conhecimento e democratizar o acesso aos medicamentos derivados de Cannabis no Brasil. E foi exatamente esse conceito que despertou o interesse dos sócios à frente do Grupo CALONE®️, uma empresa especialista em novas mídias cinematográficas e parte do pacto global da ONU de investirem na marca com objetivo de fortalecer projetos voltados ao setor, uma vez que a cannabis impacta em quase todas as ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) das Organizações das Nações Unidas que são parte da agenda de 2030.

A Huniq segue inovando com propostas educacionais e projetos sempre focados em tornar possível o tratamento com a cannabis medicinal.

É importante dizer que o uso das substâncias extraídas da planta são permitidas a partir de prescrição médica e a importação deve ser feita com autorização da ANVISA, então se você acredita que a cannabis medicinal pode te ajudar, converse com um médico.

Para falar com a Huniq Health acesse o site http://dbilink.pro/huniq ou entre em contato pelo WhatsApp 47 3045-3237.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
- PUBLICIDADE -