RIO DAS OSTRAS FOTO DESTAQUE
Divulgação

Apesar do forte temporal que afetou Balneário Camboriú na última terça-feira, 23, , o Rio das Ostras, que corta os bairros Barra, São Judas, até o Nova Esperança, e que é, constantemente, motivo de preocupação nos dias de chuva forte, manteve-se no leito. “Isso é o resultado da ação contínua de roçada e limpeza que a Secretaria de Obras vem fazendo não só no Rio das Ostras, mas em outros rios e ribeirões, principalmente na região Sul da cidade”, declara o diretor-geral de Obras, João Miguel (Tatá).

A limpeza do Rio das Ostras, na sua totalidade, iniciou em janeiro de 2017 por determinação do Fabrício Oliveira, e segue até agora, com manutenção das margens e retirada de lixo no leito do rio, aumentando assim o fluxo de suas águas. O serviço que na sua maioria é realizado com a ajuda de uma bateira, segue neste início de ano, de forma manual, enfatizando a limpeza das margens.

“Nesse mês estamos mais focados na roçada às margens do Rio das Ostras, aumentando sua vazão; mas a retirada de objetos jogados no interior no rio pela comunidade não para. Sempre encontramos grande quantidade de objetos como geladeira, fogão, sofá e até colchão. Isso é criminoso e penaliza os próprios moradores que sofrem posteriormente com alagamentos. É necessário que a população desenvolva a consciência de que cada objeto jogado no interior do rio, traz prejuízo à própria comunidade”, finaliza o diretor.


COMENTE ABAIXO ⬇