- PUBLICIDADE -

Praias de Itajaí continuam 100% próprias para banho

Relatório da Fatma analisa 219 pontos no litoral catarinense

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
Urbanismo concede 93 licenças para temporada de verão edited
Divulgação

As praias itajaienses continuam 100%. A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) divulgou, nesta sexta-feira (04), o primeiro relatório de balneabilidade deste ano. Dos cinco pontos verificados nas praias de Itajaí todos continuam próprios para banho. De acordo com a Secretaria de Estado da Defesa Civil, apesar das chuvas típicas desta época do ano, as temperaturas variam de 31°C a 21°C no fim de semana.

Os pontos analisados foram: Cabeçudas em frente à rua Quintino Bocaiúva, Atalaia em frente ao posto Salva-Vidas e três na Praia Brava (em frente ao Posto Salva-Vidas 11, na avenida José M. Vieira, em frente à Rua Doca Rebello e em frente à saída da lagoa, na rua José Manoel C. Silva).

As coletas e análises da Fatma para a temporada 2018/2019 foram iniciadas no dia 03 de dezembro, em 219 locais, de 27 municípios catarinenses. O relatório semanal completo é divulgado nas sextas-feiras.

Como é feita a balneabilidade
Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, a Fatma analisa a presença da bactéria Escherichia Coli, presente em fezes de animais e humanos. São necessárias cinco coletas consecutivas para se obter o resultado. Além da estrutura da Fundação, outros dois laboratórios parceiros contribuem para as análises.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Imobiliária de Balneário Camboriú aluga imóvel em até 30 dias ou paga o condomínio

A imobiliária promete alugar o imóvel em até 30 dias, ou pagar o condomínio ao proprietário
- PUBLICIDADE -