Turma do NEI Sonho de Criança tem aulas com professora bilíngue por meio de músicas e brincadeiras

A diversidade cultural e oferece às crianças a oportunidade de desenvolver seus conhecimentos não apenas na língua nativa

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

Concentração é a palavra-chave que tem mudado as aulas da turma Maternal I A, do Núcleo de Educação Infantil Sonho de Criança, em Balneário Camboriú. Com a implantação do Projeto “Brincadeiras e Músicas” que ensina de forma lúdica uma outra língua, no caso o inglês, as crianças passaram a se concentrar mais em todas as atividades do Núcleo. O projeto busca fazer um resgate de todas as palavras que elas já sabem em português e traduzir para o inglês.

As interações, que começaram no início do ano, acontecem uma vez por mês, durante uma semana com uma professora bilíngue. A diversidade cultural e oferece às crianças, que têm de dois a três anos de idade, a oportunidade de desenvolver seus conhecimentos não apenas na língua nativa. As músicas e brincadeiras são passadas primeiro em português e depois em inglês de acordo com a realidade infantil. Os temas abordados como cores primárias, formas geométricas, números através do calendário, relações familiares, animais de estimação e corpo humano são inseridos por estas atividades prazerosas, o que amplia os canais de comunicação dos pequenos.

“As crianças entendem que é uma atividade diferente e conseguem parar e prestar atenção. No início elas ficavam aproximadamente 10 minutos concentradas em uma atividade. Agora, cheguei até a contar, e esse tempo passou para 40 minutos”, contou a professora Leda Maria Simon, idealizadora do projeto. Ela realizou um curso na Universidade de Oxford, na Inglaterra capacitando-se para as aulas bilíngues. De acordo com Leda, as crianças apresentam melhor desempenho em todas as tarefas que exigem atenção, rapidez, memória, capacidade analítica e flexibilidade de ideias.

Na menor infância a criança tem maior facilidade em codificar e entender uma nova língua, podendo assim fixar esses conhecimentos na memória e levar para vida adulta. A professora explica que além da concentração, as crianças melhoraram a pronuncia em português de forma espontânea. O uso do inglês agregou ainda outros benefícios como a antecipação da consciência metalinguística, ou seja, eles percebem que um objeto pode ser representado por palavras diferentes e antecipa o pensamento cognitivo, o que acelera o desenvolvimento da lógica na criança.

Além do trabalho em sala, a professora de educação física, Patricia dos Santos, recém-chegada da Europa, está aplicando atividades com obstáculos e termos em inglês com todos os alunos, fazendo uma extensão do trabalho do projeto.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -