- PUBLICIDADE -

BC é a 2ª cidade de SC que mais gerou emprego formal em 2011

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Balneário Camboriú ocupa o segundo lugar no ranking das cidades catarinenses que mais se desatacaram pelo saldo positivo de emprego formal em 2011. Os dados são da Secretaria Estadual da Assistência Social, Trabalho e Habitação, divulgados nesta semana, pelo Cageg, o cadastro geral de empregados e desempregados, que analisou o desempenho dos 36 maiores municípios do Estado.

A manutenção do bom índice de geração de empregos em Balneário Camboriú no decorrer do ano passado foi garantida pelos setores de comércio e serviços. Juntos somaram 907 postos de trabalho. A capital do estado, que aparece em primeiro lugar no estudo do Cageg, somou 1.394 novos empregos.

O estudo do órgão estadual também revela que em 2011 a chamada indústria de transformação cresceu apenas 2,11% no Estado, abaixo das médias de anos anteriores, enquanto que o desempenho dos setores de comércio e serviços percorreram caminho promissor com crescimentos de 5,8 e 6,5%, respectivamente.

Pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) incluiu Balneário Camboriú (com PIB de R$ 1,71 bilhão) na lista dos 30 municípios mais ricos de Santa Catarina. Eles respondem por 68% do Produto Interno Bruto, equivalente a R$ 83,56 bilhões. O total geral do Estado chega a R$ 129,80 bilhões.

Balneário Camboriú também figura entre as cidades com melhor Índice de Potencial de Consumo, com porte médio e população na casa dos 108 mil habitantes, a renda per capita de seus habitantes atrai empresas de segmentos que preferem se instalar em lugares maiores. A Kia Motors e Renner, por exemplo, que tem unidades de negócio na cidade, costumam atuar em mercados com população de 180 mil, no caso da montadora de veículos, e 250 mil para a rede de lojas do vestuário.

O prefeito Edson Renato Dias, Piriquito, comemora o resultado que aponta Balneário Camboriú como destaque entre as cidades que mais contrataram no ano passado. “A fórmula está no investimento em educação e, sobretudo, na formação de mão de obra especializada, assuntos que tratamos com prioridade”, acentua. Na opinião dele a geração de empregos atende demandas.

“No nosso caso, esse cenário resulta do fortalecimento da cadeia do turismo, avanço da construção civil e outra variante importante: cresce o número de pessoas que trocaram apartamentos de temporada por residências fixas na cidade. Isso dá sustentação ao comércio o ano todo”, concluiu.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.