- PUBLICIDADE -

Itajaí é destaque em reportagem da Revista Veja

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Itajaí está entre as dez cidades médias brasileiras de maior renda per capita do Brasil, graças ao desempenho do seu porto, campeão brasileiro em cargas congeladas e segundo maior porto do País na movimentação de contêineres. Os dados constam de uma ampla reportagem publicada pela Revista Veja desta semana. Segundo a Veja, o produto Interno Bruto de Itajaí cresceu a taxas de 11,4% a partir do ano 2000, quando o país registrou um aumento geral da movimentação de cargas de 51%. “Esse aquecimento – diz o texto – enriqueceu as cidades médias que têm nos serviços portuários seu motor econômico”.

2010 09 02 11 00 b44930af38

A reportagem demonstra ainda que Itajaí obteve o melhor crescimento econômico com 11,4% ao ano, à frente de Paranaguá, com 10,2%%, Santos, com 7,9%, Vila Velha, no Espírito Santo, com 4,2% e Itaguaí, no Rio de Janeiro, com 4%, entre 2000 e 2007, e manteve-se à frente apesar das dificuldades provocadas pela destruição parcial de dois berços de atracação do porto em 2008.

Segundo o Prefeito de Itajaí o resultado econômico de Itajaí “é motivo de orgulho para todos nós. Mas eu me sinto particularmente feliz porque esses números só puderam ser alcançados após a nossa decisão, em 2000, de promover o arrendamento parcial do nosso porto. Isso representou grandes investimentos e mais emprego e renda para Itajaí.

Na edição de agosto, a Revista Você S/A publicou um levantamento das melhores cidades do país para trabalhar e viver. Itajaí ficou em quarto lugar na região sul do Brasil, atrás apenas de Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.