- PUBLICIDADE -

Após repercussão negativa, Acibalc dispensa terreno que seria doado pela prefeitura de Camboriú

Associação pediu a retirada do projeto de lei que autorizava a doação de um terreno para a sede da entidade

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

guaraparim
O terreno que seria doado (Google Street View/Reprodução)

A Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (ACIBALC) solicitou formalmente nesta segunda-feira (26), que a Prefeitura de Camboriú retire o Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que efetuaria a doação de um terreno para a entidade, no bairro Tabuleiro, em Camboriú.

A Prefeitura de Camboriú havia negociado uma série de contrapartidas que a Acibalc deveria deixar para Camboriú quando da doação do terreno. Entre elas, a construção da sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Camboriú anexa ao prédio, sem que a Prefeitura precisasse arcar com aluguel.

Contudo, após a primeira votação do Projeto de Lei, que foi aprovado por maioria absoluta dos vereadores, com apenas dois votos contrários à doação, o caso repercutiu negativamente. “Por este motivo, e entendendo que a Associação Empresarial e a Prefeitura não têm nenhuma intenção de contrariar a população de Camboriú ou qualquer de seus representantes, resolvemos em consenso solicitar a retirada do projeto, cancelando esta ação”, informou Augusto Munchen, Presidente da Acibalc.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.