- PUBLICIDADE -

Pastor fala sobre constrangimento que deputado causou no Gideões

Vice-presidente desabafou sobre situação constrangedora que aconteceu no palco do evento

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

Hueslen
Divulgação

Na noite desta segunda-feira (30), o vice-presidente dos Gideões Missionários da Última Hora (GMUH), Pr. Hueslen Santos, resolveu desabafar sobre a situação constrangedora em que o deputado federal Cabo Daciolo fez ele e o Pr. Reuel passar no palco do Congresso, em Camboriú.

O constrangimento aconteceu na noite de sábado (28), quando, ao receber a oportunidade para fazer uma saudação aos congressistas, Cabo Daciolo, que também é pré-candidato a presidência da república pelo PEN, levou uma mensagem que supostamente Deus teria mandado ele entregar. Daciolo, completamente fora do protocolo, surpreendeu ao pressionar os pastores a dividirem com o povo todo o dinheiro arrecado com as ofertas naquele dia.

Hueslen começou o discurso mencionando alguns dos políticos que estiveram no congresso mantendo respeito e seguiu dizendo que gostaria de dar uma resposta ao Cabo Daciolo, que subiu no palco e constrangeu a ele e ao Pr. Reuel.

O vice-presidente criticou Daciolo dizendo que quem faz jejum, não deve tocar trombeta, se referindo ao fato do deputado alardear que estava no 29º dia de um jejum de 40 dias. Depois, o criticou novamente dizendo que Daciolo não é contribuinte da obra e que ele não sabe da história do Gideões. A terceira e derradeira crítica foi ainda mais contundente. Hueslen perguntou: – Porquê ele não dá o salário dele de deputado federal? Ele ganha dinheiro do povo! Porquê que ele não foi o primeiro a vir aqui e dizer pra nós e para os missionários “eu quero dar o meu salário de deputado”. Porquê?

– Vem aqui querer se promover e ensinar nós a fazer missão? – indagou.

O pastor disse que chorou ao ver que o deputado havia publicado o vídeo em sua página pessoal na inernet, e que já possuía mais de 100.000 visualizações, com várias pessoas compartilhando e criticando os pastores do Gideões. Hueslen agradeceu aos que não aceitaram a proposta de Daciolo e esclareceu que o dinheiro é para sustentar os missionários.

O líder religioso finalizou a resposta a Daciolo dizendo que o perdoava e que ele estava convidado a retornar ao evento nos próximos anos.

Veja o vídeo:


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.