- PUBLICIDADE -

PROCONBC divulga balanço das ações de 2017

Todos os estabelecimentos que sofreram apreensões eram mercados e minimercados, cujos produtos estavam impróprios para o consumo

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
procon
Divulgação

O Procon de Balneário Camboriú divulgou o balanço anual de 2017. No relatório há dados referentes às denúncias, apreensões, fichas de visitas, notificações e autos de infração e constatação realizados durante todo o ano até o início de dezembro.

Em comparação ao ano passado, as fichas de visitas (quando o Procon vai até o estabelecimento fazer orientações) tiveram um aumento considerável: foram 271 fichas contra pouco mais de 20 em 2016. Já as notificações (quando a empresa deve apresentar algum documento ou material para análise) sofreram queda: no ano passado foram realizadas 17, nesse ano, apenas nove.

As denúncias também diminuíram. No ano passado foram contabilizadas 113; já em 2017, 108. Dessas denúncias, em 2016 65 receberam o auto de infração (tiveram a irregularidade identificada), e em 2017 foram 44. Neste ano, 28 autos de constatação foram gerados (condições dos estabelecimentos fiscalizados verificadas), 17 a mais que em 2016.

De acordo com a Fiscal de Relações de Consumo do Procon/BC, Andressa de Abreu Lins, o maior índice de registro de reclamações ainda é o da telefonia, seguido por bancos e operadoras de TV por assinatura. Quanto às apreensões, oito foram realizadas até o dia 06 de dezembro, enquanto que apenas uma foi realizada durante o ano passado inteiro. Segundo Andressa, todos os estabelecimentos que sofreram apreensões eram mercados e minimercados, cujos produtos estavam impróprios para o consumo.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -