Entenda o Plano Emergencial do Transporte Público de Itajaí

Ônibus, micro-ônibus, vans e táxis com a credencial “Autorização emergencial” no painel dianteiro estão autorizados a prestar o serviço

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

Enquanto perdura a greve dos trabalhadores da empresa Coletivo Itajaí e o município busca medidas para regularizar o atendimento total à população, foram criadas linhas emergenciais para suprir parte da demanda. Os serviços estão sendo prestados no formato circular, quando não há horários fixos, por veículos particulares cadastrados. Os preços variam entre R$ 4 e R$5, dependendo do tipo do transporte.

Ônibus, micro-ônibus, vans e táxis com a credencial “Autorização emergencial” no painel dianteiro estão autorizados a prestar o serviço. A partir do cadastramento, realizado no átrio do prédio da prefeitura, os veículos são direcionados para cumprir uma das linhas organizadas pela Secretaria Municipal de Urbanismo. A única exceção é para os táxis, os quais atendem por livre demanda em toda a cidade.

O Plano Emergencial não prevê horários fixos. Os atendimentos são realizados no formato circular, que nada mais é do que cumprir o roteiro repetidamente ao longo do dia. Desta forma, o usuário vai até o terminal ou ponto de ônibus contemplado pelas linhas emergenciais e aguarda o veículo autorizado passar. A recomendação é que os usuários antecipem seus compromissos, pois, embora todas as rotas emergenciais estejam sendo cumpridas, eventuais atrasos podem ocorrer.

Para pegar um táxi no regime de lotação, o usuário não pode acionar o transporte por telefone. O passageiro deve estar no ponto de ônibus e solicitar o embarque quando o veículo passar pela rua. A cobrança de R$ 4 por passageiro apenas se dará quando houver dois ou mais pessoas no mesmo embarque e que sigam um destino parecido.

Em todos os casos, é muito importante que os passageiros se atentem à placa de identificação no painel e solicitem a parada do veículo no ponto. Para o transporte de ônibus, a tarifa é de R$ 4; micro-ônibus e vans o valor é de R$ 5.

Durante o Plano Emergencial, as tarifas deverão ser pagas em dinheiro diretamente pelos usuários. Em função do não funcionando do sistema de bilhetagem eletrônica durante este período, não será aceito o pagamento por meio do cartão SIM, bem como não haverá nenhum tipo de gratuidade.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -