Lucas Spernau pode ir a júri popular

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

O Ministério Público (MP) quer que o estudante Lucas Ricardo Spernau, de 19 anos, vá a júri popular para responder pelo acidente de trânsito que matou três pessoas em um cruzamento de Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina, em dezembro do ano passado.

Nesta sexta-feira, o MP ofereceu denúncia por homicídio doloso (com intenção de matar) e indicou à Justiça que o jovem seja julgado em tribunal. Spernau está no Presídio Regional de Balneário Camboriú desde quarta-feira, após ter tido o habeas corpus cassado pela Justiça.

O promotor Ricardo Luis Dell’Agnolo citou cincos motivos para responsabilizar o estudante pelo acidente de trânsito: embriaguez ao volante, veículo com os faróis apagados, velocidade excessiva (106 quilômetros horários, conforme laudo pericial), cruzar a pista de forma irregular e desrespeito às normas de trânsito.

Defesa tenta liberdade provisória

José Álvaro Machado, advogado de Lucas, afirmou que a defesa respeita a opinião do MP, mas não diminuirá os esforços para liberar o estudante.

— O pedido de habeas corpus está no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ainda vamos tentar a liberdade provisória na Justiça de Balneário Camboriú — afirmou Machado.

O acidente

Na madrugada do dia 20 de dezembro, o carro dirigido por Lucas atingiu um táxi no cruzamento da rua 2.000 com a Terceira Avenida. No acidente, o motorista Natalino Amaral Gomes, 52 anos, e os passageiros Edval de Oliveira Dias, 38 anos, e Simone Borges Machado, 27 anos, morreram.

A única sobrevivente do táxi, Karina da Silva, 22 anos, permanece internada no Hospital Santa Inês.

Fonte: Jornal de Santa Catarina

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -