- PUBLICIDADE -

Espetáculo “Esse Corpo Meu?” estreia no Teatro Municipal de Itajaí

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Divulgação
Divulgação

Embora tenha se adaptado a inúmeras intempéries, moldando-se ao estilo de vida contemporâneo à sua época e, dessa forma, ser a espécie mais bem sucedida em nosso planeta, a humanidade ainda possui enraizados em sua pele, tabus e preconceitos quase primitivos. Olhando com um pouco mais de atenção ao nosso redor talvez estejamos vivendo hoje em dia um período de transição onde algumas questões são postas à prova quando pensamos nos enquadramentos sócio-culturais que a TV, a moda e os ditos “padrões de comportamento” nos impõem.

A quebra de paradigmas, a desconstrução do eu e do binômio masculino e feminino, a mercantilização do corpo e a busca pelo perfeito são algumas das temáticas levantadas no novo espetáculo ESSE CORPO MEU?. Uma coprodução realizada entre a Téspis. Cia. de Teatro de Itajaí e a Periplo Compañia Teatral de Buenos Aires.

Desde o ano de 1997 a Téspis realiza esse intercâmbio teatral com a companhia argentina. Desse encontro artístico já resultaram alguns trabalhos de muito sucesso, como o espetáculo “Bodas – um ato cotidiano” que estreou em 2000 e em seus cinco anos de existência foi apresentado em vários festivais brasileiros e países da América Latina acumulando ótimas críticas e várias premiações.  Em 2012, foi criado um novo projeto para dar continuidade no aprofundamento dos estudos teatrais entre essas duas companhias. A partir do tematransexualidade e a normalidade do sexo”, a iniciativa foi contemplada pelo Edital Iberescena. Um programa de fomento criado em novembro de 2006 pela Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e Governo. Atualmente ele é integrado por 11 países e tem como objetivo integração e o aporte necessário para a promoção de artes cênicas ibero-americanas.

Para a concretização desse projeto, a Téspis Cia. de Teatro ainda contou com o apoio do Edital de Intercâmbio Cultural daFundação Cultural de Itajaí que possibilitou a ida dos atores para Buenos Aires. Além disso, no final de 2013, a companhia foi premiada com oEdital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura. Apoio financeiro conferido anualmente pela Fundação Catarinense de Cultura que tem como alguns de seus objetivos fomentar iniciativas culturais e artísticas do Estado.

Ao longo do processo de construção de ESSE CORPO MEU? surgiu a necessidade de ampliar a discussão sobre o tema“transexualidade”. O resultado que a Téspis Cia. de Teatro traz ao palco é um espetáculo cheio de camadas e com a intenção de provocar várias reflexões sobre o modo de se moldar ou mesmo de se transformar para ser reconhecido dentro de um meio social. Porém, através de uma linguagem pop, dinâmica e performativa.

O recorte sobre o tema ampliou-se durante a montagem para a questão dos padrões impostos pela mídia, pela sociedade, pela cultura em geral. Padrões de corpo, de beleza, de comportamento, do que é ser feminino e do que é ser masculino. Enfim, a discussão sobre quais são os padrões estabelecidos e o que as pessoas fazem para encaixar-se neles”, destaca atriz Denise da Luz que juntamente de Max Reinert compõe o elenco do espetáculo. A companhia também repete, pela terceira vez, a parceria com Hedra Rockenbach, ambientadora sonora do Grupo Cena 11 Cia. de Dança de Florianópolis.

Com a direção do argentino Diego Cazabat e a assistência de direção de Hugo De Bernardi, ambos integrantes da Periplo Compañia Teatral, o espetáculo aborda distintos pontos de vista, enfoques, afirmações e contradições do modo de vida da sociedade. Os personagens dessa peça são reflexos de homens e mulheres que buscam incansavelmente alcançar uma imagem que encaixe em algum tipo de classificação aceita. Quando, na maioria dos casos, essa aceitação não existe. “Um mundo de estrangeiros em seus próprios corpos”, completa Cazabat.

 

Serviço:

O que? Estreia do espetáculo Esse corpo meu?
Quando? 15 e 16 de março (sábado e domingo), às 20h30
Onde? Teatro Municipal de Itajaí
Quanto? Ingresso gratuito
Indicação etária: 16 anos

 

Ficha Técnica:

Atuação: Denise da Luz e Max Reinert
Direção: Diego Cazabat
Diretor assistente: Hugo De Bernardi
Dramaturgia: Processo colaborativo entre a Téspis Cia. de Teatro e Periplo Compañia Teatral
Ambientação Sonora: Hedra Rockenbach
Figurinos: Cristine Conde e Denise da Luz
Costureira: Lélia Machado de Melo
Cenário e Iluminação: Max Reinert e Diego Cazabat
Cenotecnia: Fer-Forge
Operação técnica: Jônata Gonçalves
Design gráfico: Max Reinert
Fotografia: Lote 84
Produção executiva: Téspis Cia. de Teatro
Apoio: Projetos patrocinados através dos editais Iberescena e Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.