- PUBLICIDADE -

Defesa Civil alerta para frio intenso a partir desta quarta-feira

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

O frio chega nesta quarta-feira (03) com mais intensidade em Santa Catarina. A umidade, associada a um ciclone extratropical no litoral do Rio Grande do Sul, junto com o frio intenso, ainda favorece a condição de neve e chuva congelada na serra catarinense.

Nas madrugadas de quinta e sexta-feira, o ciclone extratropical já estará em alto mar, levando com ele a umidade, e então o ar ficará frio e seco com condições para formação de geada ampla nas áreas altas do estado. Com a previsão de frio intenso até a sexta-feira, recomenda-se a retirada de moradores de rua. A Secretaria de Desenvolvimento Social através do POM – Programa de Orientação ao Migrante já foi acionada.

A diferença de pressão entre um ciclone extratropical (baixa pressão) no litoral gaúcho e um massa de ar polar (alta pressão) que atua em Santa Catarina, ainda mantém rajadas de vento de noroeste a sudoeste de 40 a 60km/h no Planalto Sul e Litoral, mais intensas no Litoral Sul, porém nada parecido com a ventania de ontem. Em caso de ventos fortes ou tempestades, as pessoas devem procurar abrigo em locais seguros e não transitar em locais abertos, próximo a árvores, placas ou objetos que possam ser arremessados. O mar permanece agitado no litoral catarinense, com picos mais altos de onda 2 a 3 metros em áreas afastadas da costa e especialmente ao sul de Florianópolis, com perigo para navegação e atividades de pesca em alto mar.

Nos morros, o solo permanece encharcado, com risco de deslizamento. As pessoas devem ficar atentas a qualquer movimento de terra ou rochas próximo as suas residências e inclinação de postes e árvores. Neste caso, a família deve sair de casa e acionar a Defesa Civil municipal (199) ou o Corpo de Bombeiros (193). Pede-se ainda que as famílias não transitem em áreas alagadas, para o risco de se machucarem ou serem arrastadas pela correnteza, especialmente próximo a córregos ou pontes com pontos de alagamento.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.