Posições distintas sobre atuação da Guarda Municipal esquentam em Balneário Camboriú

Números apareceram e surpreenderam, revelando a necessidade do enfrentamento

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Loja Feliz: campanha do Balneário Shopping em prol das crianças com câncer segue até 24 de agosto

Projeto é uma parceria entre a Almeida Junior, McDonald’s e Associação de Voluntários de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente (AVOS)

VICTOR LOJA / Divulgação

Desde o início do Governo Fabrício Oliveira, com a chegada de Antônio Gabriel Castanheira no comando da Secretaria de Segurança Pública, a Guarda Municipal de Balneário Camboriú passou por algumas mudanças estratégicas. Os bairros receberam operações e um atendimento de maior cobertura, atendendo uma demanda levantada durante o processo eleitoral e com o compromisso da “Queda do Muro” entre beira mar e bairros.

Castanheira implementou uma movimentação maior da GMBC em relação ao modelo de bases fixas, investiu no treinamento da Guarda com cursos e foi pra cima da criminalidade, invasões foram alvo de operações, enfim, números apareceram e surpreenderam, revelando a necessidade do enfrentamento. Polêmico ou não tal modelo de estratégia de segurança, os números não deixam mentir.

Opositores ao Governo alardeiam que as estratégias sejam equivocadas e que a GM deveria ficar nos prédios públicos, com maior presença na beira mar. Vereadores de oposição defendem a volta ao modelo antigo, um deles, Nilson Probst, que coleciona polêmicas com Castanheira. Fato é que, GM e PM, e outras forças de segurança, seguem no combate à criminalidade e ainda será necessário outros apoios para que BC seja a cidade mais segura do Brasil, como defende o próprio prefeito Fabrício.

Investimentos em tecnologia e inteligência são importantes e tem funcionado em vários lugares do mundo. Israel possui mais de 100 mil câmeras e equipamentos de monitoramento, ligados com a rede privada que auxiliam as forças de segurança. Esse projeto foi proposta de campanha de Fabrício, que diz estar iniciando este movimento com a chegada dos Totens e da revisão das câmeras existentes na cidade, acredita que no médio prazo, teremos uma barreira digital em BC. “Segurança é fundamental pra o Turismo e vou investir nisso”, declara o prefeito.

O Click Camboriú quer saber:

Na sua opinião, a Guarda Municipal deve atuar também no bairros (01) ou deve voltar a atuar apenas na Av. Atlântica e prédios públicos, deixando os atendimentos nos bairro somente com a PM (02)? Vote na enquete (clique aqui).


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Ex-Masterchef ministra curso de risotos na UniAvan

Chef Victor Hugo Garcia irá ensinar cinco receitas de risotos e arancini; Vagas para o curso são limitadas
- Publicidade -