- PUBLICIDADE -

Vereador do PDT prega democracia mas apaga comentários de críticas

Parlamentar fala em democracia e liberdade de expressão mas deleta comentários de quem pensa diferente de dele

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
patrick
Post de Patrick Machado ironicamente fala sobre “respeito às diferenças”.

Dias atrás o vereador Patrick Machado, publicou em sua página no facebook um texto sobre o seu ponto de vista ao projeto Escola Sem Partido. O projeto tramita na Câmara de Vereadores e o parlamentar é contrário, motivo que gerou um grande debate e consequentemente uma onda de críticas ao parlamentar.

O projeto que consiste em uma maior democratização dos debates em sala de aula, foi apresentado pelo vereador Leonardo Piruka (PP), que ao contrário de Patrick que defende o socialismo e o comunismo, fala abertamente em estado mínimo e teorias liberais e de direita.

Esta situação de debate sobre pontos de vistas dos vereadores mídias sociais é normal, mas o que chamou atenção foi a reclamação de diversos internautas que denunciaram que o vereador de esquerda, Patrick Machado (PDT), estaria apagando os comentários de quem o criticava.

Esta situação é um clássico exemplo do ditado “faça o que digo, mas não faça o que eu faço”, uma vez que o mesmo em sua postagem fala em democracia e liberdade de expressão por parte dos professores, mas deleta comentários de quem pensa diferente de dele. Alguns usuários do facebook inclusive chamaram o vereador de ditador por fazer isto.

Confira o post:


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -