Operação Sintonia – 150 homens para 2 detidos

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Operação Sintonia que contou com 150 autoridades, e deixou Balneário Camboriú todo em alerta, pois o Helicóptero sobrevoava constantemente o município, deu a impressão de ter apenas ocorrido um treinamento envolvendo as Policias Federal, Rodoviária Federal, Civil, Militar, Guardas Municipais, Corpo de Bombeiros e Conselho Tutelar. Com todo o aparato, apenas dois meliantes foram tirados de circulação.

As autoridades consideraram a operação um sucesso, eu consideraria um fracasso, tendo em vista que se eu sair na rua agora, mesmo com chuva, possuindo eu poder de polícia, no mínimo deteria uns 15 só na Avenida Atlântica por tráfico de drogas, no bairro dos municípios outros 20 por estarem foragido ou por tráfico, receptação entre outros, no São Judas mais uns 10, na Barra mais uns 8, no Bairros das nações uns 12,  no Centro em apartamentos de luxo uns 20 por lavagem de dinheiro e envolvimento com tráfico e outros crimes, isso que eu não vou entrar na Rua Dinamarca e na Avenida das Flores em dia de expediente…

Veja o que decreve o delegado da Polícia Federal em Itajaí, José Dinarte: “a operação foi dividida em equipes que atuaram em pontos estratégicos da cidade, visitaram 50 estabelecimentos comerciais que tinham denúncias de perturbação do sossego, jogos de azar, consumo de drogas e outras irregularidades. A ação resultou no fechamento de 12 estabelecimentos, 31 foram notificados – tendo o prazo de cinco dias para se regularizar sua situação. Foram lavrados sete Termos Circunstanciados, sendo dois por jogos de azar (máquina caça níquel e jogo do bicho) e cinco por uso de entorpecentes. Foram abordados 87 veículos, três deles apreendidos e encaminhados ao pátio e nove foram autuados. Além disso, a operação deteve duas pessoas, uma por tráfico de drogas e a outra que estava foragida de Campo Mourão, no Paraná”.

O que teria faltado? Planejamento, organização, investigação ou falta de interesse? Já que Balneário Camboriú se tornou o paraíso dos estelionatários e lavagem de dinheiro, sem comentar o tráfico de drogas que corre livremente, assaltos estão ocorrendo de forma constante. Esta semana foi a vez do Bairro da Barra onde vários comércios foram assaltados a mão armada, e comerciantes já estão colocando seus comércios à venda com medo de novos assaltos.

Nada falaria se os dois fossem criminosos de alta periculosidade procurados (Ex Fernandinho Beira-mar, Juan Carlos Ramirez Abadia, entre outros).

O comandante do 12° Batalhão de Polícia Militar, coronel Renato Theisen, disse que esta união de forças reflete maior sensação de segurança para a comunidade, o que consequentemente inibe a criminalidade. Gostaria de ressaltar à nossas autoridades que precisamos é segurança e não uma falsa sensação de segurança, que acabou quando os 150 (policiais) viraram as costas.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -