Segundo revelou o historiador Isaque de Borba Corrêa, através de fotos antigas, a área onde será instalado o empreendimento Big Wheel, a maior roda gigante da América do Sul, já foi “área degradada, mata secundária e já foi tudo roça”.

Isaque acredita que a roda gigante não causará grandes impactos ambientais. “Ela não vai impactar nem um terço do que está aí nessa ferida”, publicou em rede social.

“Qualquer coisa para deixar a nossa cidade mais bonita, incrementar o turismo e gerar emprego deve ser bem vinda; sobretudo que o empreendimento se compromete com uma série de medidas para proteção, limpeza e segurança da área”, finalizou em sua publicação.

A audiência pública que apresentará o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) do empreendimento Big Wheel, acontecerá na próxima segunda-feira, dia 11, às 18h, no plenário da Câmara de Vereadores, onde a comunidade tomará conhecimento acerca das respectivas medidas mitigadoras e compensatórias do empreendimento, a ser implantado no Pontal Norte.

Sobre a Big Wheel

A proposta da Big Wheel prevê a instalação da Roda Gigante, que será a maior da América do Sul, e contará com 32 cabines climatizadas, que proporcionarão vistas panorâmicas da cidade e da orla. A atração tem como local, uma área privada de 37.500 m², no costão da Barra Norte, e contará com uma estrutura que se conecta à passarela do costão, além de áreas de convivência, banheiros, segurança, iluminação e Wi-fi.

Divulgação


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)