Rapaz diz que jogou filhote de gato para pit bull assassino e causa revolta na internet

"Eu tenho esse hobby... Pego gatos filhotes de doação e jogo pro meu assassino"

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Aconteceu em Itajaí.

Um jovem identificado como Daniel, morador do bairro Dom Bosco em Itajaí, causou grande polêmica na internet no último final de semana, após fazer uma declaração bem indigesta à outro rapaz através do aplicativo WhatsApp.

O outro rapaz, Murilo Cesar Peixer, havia doado um filhote de gato para Daniel. Ao perguntar pelo gato, através do aplicativo de mensagens instantâneas, recebeu como resposta:

Faleceu. Meu pit bull pegou ela. The end.

Desacreditado, Murilo perguntou se era sério.

Eu tenho esse hobby… Pego gatos filhotes de doação e jogo pro meu assassino. Nada pessoal. – continuou, Daniel.

– Tas falando sério mano? – perguntou Murilo, ainda sem acreditar.

Ele comeu o corpo destroçado, senão mandava foto.

repercussao
Reprodução / Facebook

Indignado, Murilo tratou de espalhar a cópia da conversa em grupos e páginas do facebook, para que alguém pudesse tomar alguma providência.

As mensagens se espalharam e causaram grande revolta nas pessoas que eram alcançadas através dos compartilhamentos. A partir daí, uma série de ofensas e ameaças ao suposto cruel matador de animais indefesos. A essa altura, Daniel já corria risco de ser linchado.

Mas será que era mesmo verdade?

Fiquem com o relato de Gustavo Melim Gomes, publicado em seu facebook na madrugada desta terça-feira (14):

“Negócio é o seguinte

No último final de semana circulou pela internet local uma denúncia de um rapaz que teria adotado um gato para dá-lo para seu pit-bull mastigar até destroçar o bichano. Muitas pessoas compartilharam a ‘denúncia’, que seria contra uma pessoa que mora aqui perto de casa.

Pois muito bem, eu fui pessoalmente lá conferir a real da história: era mentira. O cara não tem pit-bull (nem qualquer outro cachorro) e o gatinho está firme e forte, conforme pode-se ver aqui na foto, que eu tirei hoje à noite junto com o cara pra mostrar que é verdade. Pelo que me contou, tudo começou com uma discussão infeliz sobre futebol e o que ele disse foi pra provocar o cara do outro lado – uma ideia bem retardada, ele admite.

Mas enfim, o bichinho tá aí, vivo e bem. Foi tudo uma grande bobagem hiperbolizada pelo poder de disseminação do Facebook. Que o cara errou falando uma asneira dessa na maior rede social do planeta é um fato, mas compartilhar a esmo, sem conhecer a real veracidade da história, é um erro tão grave quanto.

Valeu então? Abraço!”

(Gustavo Melim Gomes)
(Gustavo Melim Gomes)

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -