Turistas, exageros e bad trips

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Catarinense que morreu no México ao cair de um prédio no último sábado (10). O cenário da foto: Avenida Atlântica, Balneário Camboriú.
Catarinense que morreu no México ao cair de um prédio no último sábado (10). O cenário da foto: Avenida Atlântica, Balneário Camboriú.

Lindas praias, grande fluxo de turistas, festas eletrônicas… Assim é Cancun. E assim também é Balneário Camboriú.

A notícia mais comentada na região essa semana, e que repercutiu em todo o país, foi de um catarinense que morreu no México ao se acidentar, caindo de um prédio, por sofrer alucinações pelo uso de drogas.

Foi com um catarinense no México, mas podia ter sido com um mexicano em Santa Catarina. Ou com qualquer outro turista, de qualquer nacionalidade. Ou até mesmo com um catarinense, um nativo. Inclusive, a foto que rodou pelos noticiários, que a vítima usava em seu perfil no facebook, tinha como cenário a Avenida Atlântica, em Balneário Camboriú. Podia ter sido aqui.

Mas é longe de casa e de pessoas conhecidas onde acontecem os exageros. A vontade de extravasar. O desejo que “curtir” o máximo que puder. Faz parte do cotidiano da nossa temporada de verão. Turistas eufóricos, que esquecem de respeitar ao próximo. Esquecem da civilidade. Esquecem até de si mesmo. E exageram.

É possível curtir a viagem sem ficar alucinado. Sem alucinar aos outros. Respeitem-se. Respeitem-nos. Evitem a “bad trip”.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -