O homem entrou no meio do discurso da vereadora Marisa Zanoni do PT. Interrompendo-a, afirmou que a Câmara de Vereadores estava lhe devendo a quantia de R$ 100,00 por um serviço prestado a meses.

Ele teria tomado um monitor de computador que segundo ele pertencia a Câmara de Vereadores, e quebrou em frente a todos com cobrança da suposta dívida.

O Presidente da Câmara de Vereadores Nilson Probst, solicitou a presença da Guardas Municipais no local, pois segundo ele, “estariam quebrando tudo no local”. A GM foi até a Câmara e abordou M.N.S., 32 anos. A Polícia Militar estava no local e lavrou um termo circunstanciado para o mesmo, finalizando a ocorrência.


COMENTE ABAIXO ⬇