- PUBLICIDADE -

Como cuidar do ar-condicionado do seu carro

5 dicas que vão te ajudar a não passar sufoco com um ar quebrado

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser em agosto

10 sessões de depilação a laser em uma área pequena! Não vai perder esse presentão, né?
ar condicionado
Imagem ilustrativa

Na atualidade o ar-condicionado se tornou um ítem fundamental no momento de escolher qual carro comprar. Vivemos em um país tropical e com verões que por vezes se esticam pelas outras estações. A principal função dos sistemas de ar-condicionado é refrigerar o interior do carro proporcionando um ambiente mais agradável para o motorista e acompanhantes. Para que o ar-condicionado funcione sem problemas é importante que o dono do veículo tome certas precauções e realize algumas manutenções.  Vamos apresentar para vocês algumas dicas importantes de como assegurar um ambiente confortável no seu carro. Confira!

Higienize o sistema: A limpeza deve ser feita todos os anos. Essa manutenção no veículo evita inclusive o mau odor proveniente do sistema de ventilação. Um seguro auto que cuide da revisão do carro em uma oficina especializada. Esse cuidado pode evitar essa dor de cabeça garantindo o cuidado de seu ar com profissionais que trocarão os filtros corretamente e farão a limpeza com os produtos e ferramentas adequadas. Não danificando o aparelho e gerando a necessidade de trocar o sistema de refrigeração inteiro.

Mantenha em funcionamento: Assim como é necessário que ao deixar muito tempo parado o carro seja ligado vez ou outra para manter um motor e bateria saudáveis, o mesmo acontece com o ar-condicionado. É recomendado que o aparelho seja ligado pelo menos uma vez por semana. Isso permite que o gás do sistema circule e lubrifique todas as partes do equipamento. A utilização do ar também ajuda a evitar o ressecamento das tubulações e rachaduras que podem ocasionar vazamento. Mesmo que você não goste de ar-condicionado, não deixe de ligá-lo semanalmente, assim você mantém o seu veículo bem cuidado e evita dores de cabeça ou desvalorização no momento que quiser revender.

Circular o ar: Ao entrar no carro por mais que esteja fazendo calor espere um pouco até ligar o carro. É aconselhável que você ande um pouco com o automóvel e ventile a parte interior antes de ligar o ar. Isso evita a proliferação de fungos e bactérias ao remover a umidade presente na tubulação.

Inimigo da bateria: Não cometa o erro de transformar algo prazeroso como o ar condicionado, em um problema com a bateria. Lembre-se que ao ligar o carro o ar deve estar desligado. Ao dar partida no automóvel com o sistema já em funcionamento faz com que o veículo demande mais carga elétrica para iniciar e afeta consideravelmente a bateria.

Conheça os comandos: Conhecer bem os comandos do seu ar condicionado é essencial para manter o bom funcionamento dele. Não deixe que ele danifique e te deixe no sufoco. Leia o manual de funcionamento para entender para que serve cada botão e o que quer dizer as coisas no painel. O ar digital pode parecer complicado, mas na verdade ele funciona quase automaticamente para manter a temperatura interna do automóvel de acordo com a condição climática que o condutor esteja enfrentando.

Independente do carro que você tenha é importantíssimo fazer a manutenção do ar condicionado. Isso permite que você tenha uma maior qualidade no ar que respira enquanto dirige e que nunca passe por dificuldades ou calor extremo em caso de longas distâncias ou um engarrafamento em um dia quente. Fora isso a gente sabe que prevenir sempre sai mais barato do que ter que comprar tudo novo por falta de manutenção.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -