- PUBLICIDADE -

Plano Aquarela quer aumentar volume de turistas em 113% até 2020

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

Dois grandes acontecimentos esportivos internacionais terão o Brasil como sede em 2014 e 2016, respectivamente a Copa do Mundo de Futebol e os Jogos Olímpicos Mundiais. E para aproveitar esses eventos e aumentar os turistas do exterior no Brasil, além de profissionalizar ainda mais o setor, a Embratur, autarquia especial de turismo do Ministério do Turismo, apresentou na manhã desta quinta-feira (15), em Florianópolis, o Plano Aquarela 2020, que prevê estratégias de promoção do turismo internacional do Brasil para a próxima década. A Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico esteve representada pelo seu secretário, Ademar Schneider
Os participantes conheceram métodos e critérios utilizados pela Embratur, no planejamento estratégico de promoção internacional do turismo brasileiro e no estudo de posicionamento de produtos, entre outras ações do Plano Aquarela. Segundo explica o gerente de Gestão de Conteúdo e Informação de produto da Embratur, Vítor Iglezias Cid, que fez a explanação no auditório da Secretaria Estadual de Organização do Lazer (SOL), o Aquarela 2020 não tem como meta divulgar a Copa do Mundo, tampouco as Olimpíadas, e sim os destinos turísticos brasileiros.

Ele informa que o Brasil é o destino líder, na América do Sul, para o turismo da Argentina, Alemanha, Itália, Noruega, Suíça, Suécia, China, Coréia do Sul, Japão, Chile, Holanda, Portugal, Dinamarca, Finlândia e Paraguai. Ocupa o 7º lugar no mundo em realização de eventos internacionais. Está no ranking top da ICCA (International Congress and Convention Association) como circuito mundial de eventos excepcionais e esse resultado mostra que o turismo do país avança em todos os segmentos. Já os eventos internacionais atraem turistas de alto poder aquisitivo, que gastam mais e acabam voltando ao Brasil com sua família a passeio. “Os destinos turísticos começam a acordar para essa realidade e correm atrás desse turismo”, analisou.

O Plano Aquarela é composto de um diagnóstico, embasado com pesquisas no Brasil e exterior, também o planejamento estratégico, que revela o que o Brasil quer e o que espera do turismo internacional para mega-eventos, e um plano operacional, que apresenta as ferramentas, programas e demais itens que possibilitam a sua execução. Os objetivos específicos são o aprimoramento da promoção com resultados a longo prazo; o envolvimento dos setores público e privado em estratégias unificadas; a promoção do país como destino turístico global de forma profissional e ainda o aproveitamento de grandes eventos esportivos para tornar o Brasil mais conhecido no mundo.

O Aquarela quer aumentar o volume de turistas no país em 113%, saltando de 5,5 milhões em 2010 para 11,1 milhões em 2020. Já em valores, a meta é ampliar em 304% a arrecadação em dólares gastos no país por turistas, que hoje é de 5,6 milhões para 17,6 milhões de dólares em 2020. As etapas do projeto são a identificação do material,a estruturação do plano, a conclusão e a execução do mesmo. “Esperamos que em 2011 ele já comece a ser executado”, finaliza o gerete.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.