- PUBLICIDADE -

Prefeitura de Camboriú fará mudanças no trânsito em virtude da procissão de Corpus Christi

Ruas do Centro e do bairro Areias serão fechadas das 7 às 19 horas

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
santissimo sacramento
Imagem ilustrativa

Na quinta-feira, dia 15, algumas ruas do Centro e do bairro Areias terão o trânsito interditado a partir das 7 horas. Isso porque será realizada a montagem dos tradicionais tapetes de Corpus Christi, assim como a procissão. Serão interditadas pelo Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) as ruas Gustavo Richard, José Francisco Bernardes (entre a igreja e a esquina com a Presidente Costa e Silva), Presidente Costa e Silva (até a Oscar Vieira), Oscar Vieira, Coronel Benjamin Vieira e Lauro Muller. A previsão é de que o trânsito seja totalmente liberado às 19 horas.

O diretor do Demutran, Edemir Meister, explica que, para facilitar a locomoção dos moradores estarão abertos para acesso alguns cruzamentos – na rua presidente Costa e Silva com a Justiniano da Silva Neves; Coronel Benjamin Vieira com Pedro Saut Junior, rua Oscar Vieira com a Joaquim Nunes. “Nesses locais, os moradores poderão transitar sem prejuízo para a montagem dos tapetes”, completa.

Missa e procissão

Às 15 horas, a Paróquia do Divino Espírito Santo realiza a Santa Missa, em frente à Igreja Matriz. Em seguida, será realizada a tradicional procissão seguindo pela Gustavo Richard, José Francisco Bernardes, Presidente Costa e Silva, Oscar Vieira, Coronel Benjamin Vieira e Lauro Muller.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -