- PUBLICIDADE -

Radar de fiscalização de velocidade muda de lugar, em Itajaí

Embora a mudança tenha sido feita, o radar ainda não está em operação

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

(Victor Schneider / Divulgação)
(Victor Schneider / Divulgação)

Motoristas que trafegam pela Avenida Abrahão João Francisco, a Contorno Sul, já devem ter percebido que o radar de velocidade mudou de lugar. A pedido das forças policiais, o equipamento foi realocado para próximo do Posto da Polícia Rodoviária Federal.

Embora a mudança tenha sido feita, o radar ainda não está em operação porque precisa ser aferido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Sinalizações horizontais e verticais serão feitas nos próximos dias, garantindo melhor visibilidade aos condutores.

Conforme o Coordenador de Trânsito, Ewerson Luis Gama, a realocação foi solicitada pelas forças policiais visando a Segurança Pública. “Antes o equipamento ficava muito próximo da BR 101, o que possibilitava aos infratores rotas de fuga feitas pelas Ruas João Dalmolin e Erna Hoier Corrêa”, comenta Gama.

As melhorias na sinalização e a aferição do Inmetro estão previstas para a próxima semana quando o radar voltará a funcionar normalmente, lembrando que a velocidade máxima permitida no local é de 60km/h.


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.