Vereadora Jane conversa com representantes da Águas de Camboriú sobre reclamações de moradores

Presidente da empresa sugeriu a realização de um mutirão nos locais com mais reclamações e não descartou a possibilidade de implantação de uma tarifa social

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Campanha do Agasalho Construtora J.A. Russi arrecada mais de 2600 itens

Roupas, calçados e cobertores arrecadados serão destinados para a ARADEFI, ONG Coração Amigo e Casa de Caridade Madre Tereza de Calcutá

Divulgação
Divulgação

A vereadora Jane Stefenn (REDE) esteve com representantes da concessionária Águas de Camboriú nesta terça-feira, dia 29. O encontro foi uma solicitação do presidente da empresa, Ricardo Miranda Barcia Filho, depois que a vereadora afirmou que a reunião realizada na semana passada não teve os esclarecimentos necessários.

Ricardo e a diretora executiva Thais Forest Gallina falaram sobre a operação, o programa de fiscalização e os investimentos que estão sendo realizados em Camboriú. A vereadora Jane relatou inúmeras reclamações sobre o valor cobrado. Mostrou as reclamações que indicam grandes diferenças nas faturas nos últimos meses. Em alguns casos, esta diferença é de 100%.

O presidente explicou que o município tinha um histórico de não fiscalização. “Algumas famílias não pagavam pelo que consumiam, apenas a taxa mínima durante muitos anos, porque os hidrômetros não faziam a leitura de forma correta por causa do tempo de uso”, explicou. Outro fator que deve ter impactado nas faturas é que a empresa passou a cobrar pelo número de casas em um terreno e não mais uma taxa por hidrômetro.

A vereadora relatou a dificuldade que muitas famílias têm de efetuar os pagamentos com valores tão elevados. “Recebo reclamações todos os dias com relação ao valor cobrado”, afirmou. Jane relatou ainda reclamações de falta de água em vários pontos da cidade. “Há locais que não tinham problemas com a falta de água e isso tem ocorrido nas últimas semanas”, disse ainda.

Mutirões para identificar e resolver os problemas

Ricardo Miranda afirmou que o objetivo da empresa é resolver os problemas identificados pela vereadora. Por isso, sugeriu a realização de mutirões de fiscalização e atendimento com o acompanhamento de Jane e de outros representantes da Câmara de Vereadores. E não descartou a possibilidade de uma tarifa social, para famílias de baixa renda do município.

A vereadora Jane ficou responsável por verificar os locais em que os problemas são mais frequentes, a partir das reclamações que já recebeu. Então, os mutirões serão realizados nestes locais com o objetivo de verificar todos os casos, responder as dúvidas da comunidade e resolver cada uma das questões. O objetivo da empresa e da vereadora é que estes mutirões serão sejam realizados ainda em dezembro.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

UniAvan abre inscrições para cursos de Pilotagem e Ciências Aeronáuticas

Os cursos são para Pilotagem Profissional de Aeronaves, Piloto Privado de Avião, Piloto Privado de Helicóptero e Ciências Aeronáuticas
- Publicidade -