- PUBLICIDADE -

Deputado Fábio Flôr comemora retirada de projeto que prejudicaria estudantes e trabalhadores

Se aprovado, seria extinto o benefício de gratuidade dos Ferry-boats e das balsas entre Itajaí e Navegantes

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

dep fabio florO deputado Fábio Flôr (PP) se posicionou contra o Projeto de Lei 467/2015, de autoria do Executivo. Se aprovado, seria extinto o benefício da gratuidade da tarifa dos trabalhadores e estudantes de baixa renda, que se utilizam dos Ferry-boats e das balsas para se deslocarem entre Itajaí e Navegantes pelo rio Itajaí-Açu.

Por isso, ele comemorou a retirada de pauta do projeto. “Enquanto as grandes cidades trabalham para melhorar a mobilidade urbana e o meio ambiente, esse projeto queria fazer o contrário. Incentivar que a população que faz a travessia a pé ou de bicicleta seja desmotivada. Incentivar o aumento do número de carros e motos, totalmente absurdo”, justificou.

Cerca de 1.200 trabalhadores contam com o passe-livre. Se perdessem tal direito, o Estado economizaria aproximadamente R$ 75 mil/mês, o que é muito pouco. Já para cada usuário que utiliza o serviço diariamente, pagar a tarifa integral representa muito, na hora de fechar as contas no fim do mês.

A travessia do rio Itajaí-Açu é uma das mais caras do país. Custa R$ 8,00 para carros e R$ 1,30 para pedestres. Atualmente, são quatro ferry-boats e duas balsas operando simultaneamente. Dois são exclusivos para carros.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Galeria M.I.U. inaugura lado B com a exposição engenhariaREVERSA neste sábado, 12

A Galeria M.I.U. e o artista ONESTOdiesel convidam a todos para o pocketshow e uma tarde de texturas, contrastes, cores, vinhos e um bom papo
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.